Você sabe como foi inventada a caixa de papelão?
340
Compartilhamentos

Você sabe como foi inventada a caixa de papelão?

Último Vídeo

Por mais que você não dê muita importância para elas, imagine como seriam as nossas vidas sem as caixas de papelão! Elas são largamente usadas para transportar e acomodar uma infinidade de itens — como chocolates, pizza, brinquedos, nossas tralhas que ficam escondidas no fundo do armário etc. — e podem ser transformadas em milhões de coisas diferentes. Mas, e sobre a sua origem, você sabe como as caixas de papelão foram inventadas?

Quem responde a essa pergunta é Matt Blitz, do site Today I Found Out, que teve que vasculhar diversas fontes — entre textos, evidências históricas e patentes — para descobrir a origem das caixas. Segundo ele, tudo parece comprovar que o papelão surgiu na China entre 3 e 4 mil anos atrás, quando os chineses da dinastia Han começaram a usar folhas feitas de casca de amoreira para embalar e preservar alimentos.

Conforme explica Matt, esse fato não é lá muito surpreendente, já que foram os chineses que inventaram o papel, também durante a dinastia Han. Pois esses materiais — papel, papelão e folhas impressas — gradualmente começaram a chegar até o Ocidente através da Rota da Seda e das relações comerciais estabelecidas entre a China e a Europa.

Papelão ocidental

A primeira menção ao papelão de que se tem notícia na Europa data do século 17 e foi encontrada em um manual de impressão de Theodore Low De Vinne e Joseph Mixon chamado Mechanick Exercises — embora esse material tenha chegado muito antes no continente. No entanto, o livro não se refere a um tipo de papel utilizado para a produção de caixas, mas sim sobre o qual se podia escrever e imprimir.

Com respeito às caixas propriamente ditas, a primeira menção é de 1817, quando elas começaram ser usadas comercialmente, guardando um popular jogo de mesa alemão chamado Jogo de Besieging. De acordo com Matt, algumas evidências apontam para um industrial britânico chamado Malcolm Thornhill como o primeiro a produzir caixas feitas com uma única lâmina de papelão, mas, ainda assim, as informações são bem limitadas e incertas.

De cartolas a caixas

Sabe aquele “recheio” todo ondulado que tornam as lâminas de papelão mais firmes? Segundo Matt, esse material foi inventado em 1856 pelos britânicos Edward Healey e Edward Allen, dois fabricantes de chapéus e estavam em busca de um material maleável, mas que não perdesse o formato.

Aparentemente, a dupla patenteou a invenção no mesmo ano e, em 1871, um norte-americano chamado Albert Jones recebeu a patente pelo desenvolvimento de uma nova forma de usar papel para embalagens que facilitava o transporte de produtos ao mesmo tempo que protegia as cargas.

Revolução

Finalmente, as caixas no formato que conhecemos atualmente surgiram no acidente em 1879 graças a Robert Gair, o criativo dono de uma fábrica de sacolas de papel. Segundo Matt, até então, para fazer as caixas, os fabricantes pegavam as lâminas de papelão e marcavam todas elas com uma prensa antes de dobrar e fazer todos os recortes necessários à mão — o que resultava em um processo que, além de demorado, era bem caro.

Pois um dia, na fábrica de sacolas de Gair, um dos funcionários não percebeu que a prensa não estava regulada na posição certa e, quando foi acionada, acabou cortando milhares de sacolas em vez de apenas dobrá-las. Gair, no lugar de ficar bravo com o prejuízo, percebeu que poderia usar a mesma máquina para dobrar e cortar as lâminas e, ao substituir o papel pelo papelão e fazer algumas modificações, ele acabou desenvolvendo a produção em massa das caixas.

No início, Gair se dedicou à manufatura de caixas pequenas (para chá, tabaco e cosméticos), e, em 1896, o industrial fechou um contrato com a Nabisco para a fabricação de 2 milhões de unidades. E foi a partir daí que a produção em massa das caixas de papelão explodiu e se consolidou no mercado — e elas passaram a fazer parte de nossas vidas de uma vez por todas.

*Publicado em 10/2/2015

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a sermos bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.