Anna Dello Russo alfineta tendência vintage em entrevista

Anna Dello Russo alfineta tendência vintage em entrevista

Equipe MegaCurioso

Fonte: Getty Images

Quem pensou que Anna Dello Russo cultivava em seu guarda-roupa um grande acervo de roupas de décadas passadas vai se surpreender. Em entrevista ao jornal Financial Times, a polêmica editora da Vogue japonesa revelou que não é fã do vintage, pois não gosta do cheiro de roupas velhas.

Para muitas mulheres apaixonadas pelo estilo, a declaração surgiu como uma alfinetada. Mas não foi apenas contra as peças vintages que Anna Dello Russo disparou críticas. Ela também não é fã das bolsas porque “qualquer coisa que é prática não é bonita”. Assim, a editora prefere as clutches.

Na entrevista, que foi concedida junto ao diretor criativo da Emilio Pucci, Peter Dundas, ela também revelou um pouco de seu estilo pessoal. Entre as suas escolhas fashion está a marca Abercrombie & Fitch, que tem se tornado queridinha dos americanos. Mas os modelos são usados com restrição por Anna Dello Russo, ou seja, apenas na aula de yoga. O comportamento tem explicação: para ela, se você se veste confortavelmente, você não conquista uma boa aparência.

Não é á toa que a editora afirma, ainda, amar a opulência, o ouro, a riqueza e sempre estar cercada por coisas belas. E realmente parece que ela não economiza nas compras. Quando se mudou para uma casa maior, Ana Dello Russo afirma que tinha mais de 4 mil pares de sapatos, motivo que a levou a escolher uma casa maior, para poder aumentar o tamanho do closet.

Ela ainda revelou ao Financial Times que gosta de se considerar uma guardiã da moda, a qual ela define como uma musa, comparando-a ao teatro, à arte e à literatura. Segundo ela, o mundo fashion é um espelho de uma determinada época e sobrevive ao tempo. Independente se você considera a moda algo fútil, ela nunca deixará de existir, assim como a música, explicou a editora.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.