Casa de Marilyn Monroe foi de paraíso a inferno em apenas 6 meses

Casa de Marilyn Monroe foi de paraíso a inferno em apenas 6 meses

Último Vídeo

Em 4 de agosto de 1962, o mundo artístico sofreu uma das maiores perdas já registradas em sua história, com a morte precoce da estrela Marilyn Monroe chocando todo o planeta. As circunstâncias de tais eventos ainda são motivos de discussões mesmo quase 60 anos depois, já que a atriz foi do paraíso ao inferno após ser encontrada sem vida em sua propriedade em menos de seis meses após se mudar.

A casa da 12305 5th Helena Drive, em Los Angeles, foi a 43ª casa em que Marilyn viveu, mas foi a primeira casa legitimamente comprada pela artista, que pagou cerca de US$ 650 mil em “uma casinha bonita de estilo mexicano com oito quartos”, segundo descrita pela própria atriz. A sugestão de adquirir a propriedade foi feita pelo seu psiquiatra Ralph Greenson, que reforçou a importância de “criar raízes”.

(Fonte: Los Angeles Times - Getty Images - Anne Cusack / Reprodução)
(Fonte: Los Angeles Times – Getty Images – Anne Cusack / Reprodução)

Caracterizada pela artista por ser sua “fortaleza onde posso me sentir segura do mundo”, a casa Renascimento Colonial Espanhol foi construída em 1929, quando Marilyn, ainda com o nome de batismo Norma Jeane Mortenson, tinha 3 anos de idade e nem sequer planejava uma vida em Hollywood. O local destacava-se por ser uma referência arquitetônica com telhas, portões grossos e um interior reconfortante.

Apaixonada pela casa, a estrela não demorou a enfeitá-la, escolhendo a dedo os móveis e decoração durante viagem para o México. Após transformá-la em lar, Marilyn Monroe não contava que sua residência seria palco para os últimos meses de sua vida.

As circunstâncias da tragédia

Aos 36 anos, Marilyn Monroe vivia uma das épocas mais brilhantes de sua vida, com uma carreira exemplar no cinema e na música. Durante a curta estadia na casa, o ícone estava filmando Something’s Got to Give ao lado de Dean Martin e chegou a cantar uma versão autoral de “Happy Birthday” para o presidente John F. Kennedy.

(Fonte: Fox Photos - Getty Images - E. Murray / Reprodução)
(Fonte: Fox Photos – Getty Images – E. Murray / Reprodução)

Poucos dias após estampar a capa da revista LIFE, Marilyn Monroe foi encontrada morta em seu quarto. Seu último contato foi com Greenson, que havia recebido uma chamada da atriz e recomendou que ela fosse caminhar para espairecer. Instantes depois, foi vista pela última vez entrando em casa por uma empregada.

Quanto à casa, ela estava parcialmente mobiliada e várias caixas fechadas ainda estavam espalhadas. Atualmente, o local é relacionado com estranhas histórias, especialmente após o atual dono da residência encontrar escutas instaladas por trás das paredes.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.