Seja o primeiro a compartilhar

Wah Mee Club: quando um jovem endividado cometeu um massacre

De acordo com o estudo levantado pelo The Recovery Village, aproximadamente 10 milhões de norte-americanos são viciados em jogos de azar. Em muitas regiões dos Estados Unidos, jogar não é considerado uma prática ilegal, por isso é clinicamente comprovado que é mais fácil que as pessoas não encarem o vício como um problema. Apenas 21% das pessoas que foram presas por causa de jogo chegaram à conclusão de que o que faziam era problemático.

O estudo também apontou que, ao longo dos anos, o vício em jogo tem aumentando entre os jovens, geralmente no período universitário. Segundo uma combinação de estudos nacionais, 1 em cada 20 estudantes são jogadores compulsivos, proporção maior que para os adultos. Concluiu-se que o fato se deu devido ao aumento da acessibilidade aos jogos de azar pela internet, com aproximadamente 23% dos estudantes jogando online, sendo que 6% deles fazem isso semanalmente.

Além de as minorias étnicas e raciais se enquadrarem nos índices mais altos de problemas com a jogatina, o crime está diretamente associado à prática. Metade dos jogadores compulsivos tendem a cometer infrações para jogar ou pagar dívidas de jogo, sendo os mais comuns: fraude, falsificação, apropriação indébita, furto, assalto e roubo. Foi observado que a gravidade do delito evolui conforme o grau de compulsão: por volta de 80% a 90% dos indivíduos que participam de grupos de jogadores anônimos relataram envolvimento em alguma atividade ilegal para obter dinheiro, sendo que 30% já chegaram a cometer roubo ou assalto.

Wah Mee: oásis dos jogadores

(Fonte: History Link/Reprodução)(Fonte: History Link/Reprodução)

O distrito de Chinatown, localizado na cidade de Seattle, nos Estados Unidos, tem sido um “oásis” dos jogadores de azar desde meados de 1890, quando o jogo trazido pelos chineses que imigraram para a América se enraizou como uma forma de entretenimento.

Em 1920, o Wah Mee Club foi construído no térreo de um hotel barato de 1909 para se tornar um dos muitos clubes de apostas. Com música ao vivo, dançarinas, bebida alcoólica e todos os tipos de jogos de azar, o local aos poucos se tornou um dos pontos mais frequentados de Seattle, transformando-se em um estilo de vida. “Não tem ninguém que viveu na década de 1930, 1940 ou 1950 sem ter desfrutado de uma noite no Wah Mee”, escreveu o colunista Frank Chin, do Seattle Weekly.

(Fonte: Pinterest/Reprodução)(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Em 1980, o clube já havia solidificado sua reputação como um dos melhores lugares de apostas de alto risco de toda a cidade, com quantias de até US$ 100 mil rolando pelas mesas em uma única noite. Pessoas pobres saiam ricas, enquanto ricos saíam falidos, ou pobres iam direto para a sarjeta movimentada de Chinatown.

Com o aumento da popularidade e da quantidade de dinheiro que era manuseado no local, a segurança do Wah Mee se tornou rigorosa. Havia fileiras de tijolos de vidro que serviam como uma espécie de “olho mágico”, portas de aço e seleção de público. O escritório do clube onde havia os cofres era equipado com uma campainha de alerta de furto.

O desespero de Willie

(Fonte: Murderpedia/Reprodução)(Fonte: Murderpedia/Reprodução)

Em 1983, o jovem chinês de 23 anos Kwan Fai Mak, mais conhecido como Willie, era viciado em jogos de azar – e um endividado desesperado. Filho de imigrantes, ele largou a escola e passou a trabalhar em empregos informais, como ajudante de garçom, cozinheiro e panfleteiro de alguns clubes de jogo em Chinatown.

Ameaçado de morte e afundado em dívidas, Willie decidiu que assaltaria o Wah Mee para resolver o seu problema. Para que o plano desse certo, ele recrutou 2 cúmplices: Benjamin Ng, de 20 anos, conhecido por seus antecedentes criminais envolvendo furto em lojas e assalto à mão armada; e Wai Chiu, de 25 anos, considerado um jovem quieto que se mantinha longe de problemas e obrigado a participar do crime porque tinha uma dívida com Willie de US$ 1 mil, chegando a ser ameaçado de morte por ele. 

(Fonte: History Link/Reprodução)(Fonte: History Link/Reprodução)

Em 18 de fevereiro de 1983, os 3 jovens se encontraram em um beco ao lado do Wah Mee Club. Fora os funcionários do clube, havia apenas 8 apostadores jogando quando eles entraram. Wai Chiu identificou o velho Wai Chin, de 62 anos, um famoso traficante de um jogo de apostas de dominó chinês. Ele chegou a tentar puxar conversa com Wai Chiu, mas ele estava nervoso demais para responder qualquer coisa.

Wai Chiu. (Fonte: The Seattle Times/Reprodução)Wai Chiu. (Fonte: The Seattle Times/Reprodução)

O trio fez uma ronda pelo clube durante cerca de meia hora, até que, perto de 00h30, Benjamin Ng gritou: “Todo mundo com as mãos para cima!” no meio do salão, dando início ao assalto.

O velho Chin

(Fonte: Reddit/Reprodução)(Fonte: Reddit/Reprodução)

Willie rendeu o segurança e lhe deu ordens para continuar deixando que os convidados entrassem. Os demais reféns, 15 pessoas entre clientes e funcionários, deitaram no chão do salão e tiveram as mãos e os pés amarrados com fios de nylon.

Benjamin Ng e Willie depenaram o caixa do clube e depois começaram a roubar as vítimas, esvaziando bolsas, carteiras e reunindo o dinheiro em uma mochila que carregavam. Satisfeitos com o que tinham em mãos, Benjamin Ng instruiu Wai Chiu a esperá-los em uma das saídas de segurança com todo o dinheiro roubado, cerca de US$ 25 mil.

De repente os 2 jovens criminosos simplesmente começaram a atirar nos reféns. Foram mais de 32 disparos, sendo que cada um deles encontrou seu alvo. De acordo com o Departamento de Polícia de Seattle, cada pessoa foi atingida 2 vezes na cabeça por uma bala de calibre 22. Benjamin Ng e Willie só pararam de atirar quando ficaram sem munição e fugiram em seguida.

(Fonte: Seattle PI/Reprodução)(Fonte: Seattle PI/Reprodução)

Em meio à carnificina, uma pessoa se levantou, o único sobrevivente: o velho Wai Chin. Ele havia pedido para que o acuado Wai Chiu não o amarrasse tão apertado porque já era um homem velho. Foi assim que ele conseguiu se libertar instantes antes de os dois jovens abrirem fogo e se arrastar para debaixo de uma das mesas de jogo para evitar que fosse atingido fatalmente.

Fogo e prisão perpétua

(Fonte: Murderpedia/Reprodução)(Fonte: Murderpedia/Reprodução)

Wai Chin foi o responsável por identificar os ladrões para a polícia, que os prendeu poucas horas após o crime. Em agosto de 1983, Benjamin Ng foi indiciado por homicídio e condenado à prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional. Willie foi condenado à morte pelos assassinatos no Wah Mee Club, mas 8 anos depois um juiz da Suprema Corte do Estado de Washington anulou a decisão e Willie foi só condenado à prisão perpétua, também sem possibilidade de liberdade condicional.

Wai Chiu. (Fonte: NBC News/Reprodução)Wai Chiu. (Fonte: NBC News/Reprodução)

Wai Chiu, por sua vez, ficou quase 2 anos foragido, escondendo-se entre Chinatown e o Canadá. Quando o FBI o localizou, ele foi julgado apenas por agressão e roubo, e foi deportado para Hong Kong em 2014 com o fim de sua sentença.

O Wah Mee Club ficou fechado por mais de 30 anos porque ninguém se atrevia a chegar perto do local depois de tudo o que havia acontecido. Em 24 de dezembro de 2013, parte do edifício pegou fogo, afetando de maneira irreversível a construção. Ele foi demolido e, em seu lugar, foi construído o Luísa Hotel.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.