Seja o primeiro a compartilhar

Bruxa de Endor: conheça a única médium citada na Bíblia

Embora repleta de relatos fantásticos sobre dilúvios, mares abrindo, ressurreições e visões apocalípticas, a Bíblia tem como uma de suas questões centrais a rejeição de qualquer prática de magia. Desde o episódio da transmissão dos Dez Mandamentos a Moisés, no livro do Êxodo, Deus decretou que Israel não poderia permitir que nenhum feiticeiro vivesse.

No Deuteronômio, a condenação é reforçada e os hebreus são instados a não adotar a prática de qualquer arte mágica, seja adivinhação, feitiçaria ou necromancia. No entanto, um episódio envolvendo essa última prática, ou seja, a de falar com os mortos, é citada normalmente no primeiro livro de Samuel do Antigo Testamento.

O relato envolve Saul, o primeiro rei de Israel, escolhido diretamente por Deus por meio do profeta Samuel. Ao não receber uma resposta "oficial" de Deus sobre uma ação a adotar contra as força do exército filisteu, ele recorre a uma médium para falar com o espírito do profeta, que havia falecido.

Quem era a bruxa de Endor?

(Fonte: D. Martynov/Wikimedia Commons)(Fonte: D. Martynov/Wikimedia Commons)

Desesperado com o destino da guerra com os filisteus, Saul ignorou o seu próprio decreto real que baniu mágicos e médiuns em Israel, e foi procurar ele próprio, embora disfarçado, uma feiticeira que morava na aldeia de Endor. Ao chegar à casa da mulher, ela se negou a invocar o espírito do profeta Samuel, mas foi tranquilizada pelo rei com a promessa de que não seria punida. 

Quando descobriu que seu cliente era Saul, ela ficou furiosa, mas convocou o espírito do profeta assim mesmo. Mas, como a maioria dos médiuns, ela não tinha controle sobre os atos do espectro. Assim, Samuel, ou o espírito que se passou por ele, indagou irritadíssimo. "Por que você me consulta, agora que o Senhor se afastou de você e se tornou seu inimigo?".

Ele lembrou ao rei que Deus o havia abandonado por sua desobediência, e entregaria o reino de Israel a Davi. Mas profetizou que os filisteus destruiriam completamente o exército de Saul. "E amanhã você e seus filhos estarão comigo", afirmou o espírito.

O que aconteceu com o rei Saul?

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Assim que o fantasma de Samuel se foi, Saul ficou ainda mais desesperado, mas em nenhum momento a "bruxa" o confortou, apenas aconselhando que ele se alimentasse bem para ganhar forças. Autorizado por seus conselheiros, Saul aceitou a comida antes de partir, e cumpriu o prometido, perdoando a médium por atendê-lo. 

No entanto, as previsões feitas por Samuel (ou seu espírito) acabaram se concretizando. Filisteus e israelitas se enfrentaram no Monte Gilboa, com os segundos sendo massacrados pelos guerreiros da Filístia. Na batalha, os três filhos de Saul — Jônatas, Isbosete e Malquisua — foram mortos. 

Desolado, e temendo ser torturado pelos filisteus, Saul tirou a vida caindo sobre sua própria espada.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.