Vai se mudar e quer saber se a nova casa é assombrada? Confira estas dicas
190
Compartilhamentos

Vai se mudar e quer saber se a nova casa é assombrada? Confira estas dicas

Último Vídeo

Mudar de casa nem sempre é uma situação agradável, principalmente nos filmes de terror, não é verdade? Geralmente, as produções cinematográficas desse gênero que compreendem mudanças de moradia sempre mostram acontecimentos estranhos nas casas, como barulhos misteriosos, móveis fora de lugar, símbolos riscados nas paredes, alteração de comportamento dos próprios moradores e as tão temidas assombrações.

Tudo isso é ficção e magia do cinema. Porém, existem por aí muitos casos de imóveis que são considerados mal-assombrados. Há quem acredite ou não. De uma forma ou de outra, o site Mother Nature Network criou uma lista bem-humorada com o que você pode fazer para descobrir se a sua nova moradia é mal-assombrada e mandar os fantasmas para bem longe — se, por acaso, eles existirem.

Os fatores valem, em especial, para quem vai se mudar (ou já se mudou) para imóveis mais antigos, onde já viveram outras famílias. Mesmo que não exista nada de sobrenatural e você utilize os métodos abaixo, pelo menos isso vai servir para conhecer melhor a vizinhança e se livrar de algum lixo que os antigos moradores deixaram para trás. Confira abaixo as dicas.

Interrogue os vizinhos

Fonte da imagem: Shutterstock

“Desculpe-me, eu nunca me apresentei corretamente, mas eu estava aqui pensando se, por acaso, você tem conhecimento se alguém foi brutalmente assassinado no meu porão nos últimos 60 anos?”

Talvez a pergunta acima não seja uma forma tão boa de começar uma amizade com seu novo vizinho. Porém, é possível investigar os acontecimentos prévios de sua nova casa conversando com ele e “jogando uns verdes” para saber de algumas coisas.

Questionar em especial aqueles que viveram no seu bairro por eras e podem estar familiarizados com a história da sua casa e de seus moradores requer um mínimo de tato, educação e persuasão. Faça o que fizer, mas não comece com: "eu acho que a minha casa é assombrada e preciso de mais informações". Afinal, essa abordagem só vai causar estranhamento e você pode ficar sem respostas.

Assuma seu lado detetive e comece com a sua investigação de uma maneira sutil. Por exemplo, você pode fazer isso incitando a curiosidade daquela velhinha da casa ao lado, dizendo a ela que encontrou algum tipo de antiguidade escondido no sótão (ou dentro de um baú ou guarda-roupa) e quer saber mais sobre as pessoas que viviam na casa anteriormente. Se ela quiser ver o que é, procure qualquer coisa antiga sua mesmo para mostrá-la.

Melhor ainda, diga a ela que você está começando algum tipo de blog ou projeto para documentar a rica história do bairro e adoraria ter o seu parecer de valor inestimável. Seja sedutor quanto às “iscas”. Quanto mais fundo você mergulhar no passado, mais rápido você pode descobrir as verdades (desagradáveis ou não) ??acerca de sua casa. O ideal é que realmente não exista nada de ruim para saber, não é mesmo?

Converse com seu corretor de imóveis

Fonte da imagem: Shutterstock

Outra forma de vasculhar o passado da sua nova moradia é conversar com o corretor que lhe vendeu o imóvel. Vale dizer que, neste caso, você também deve manter uma postura tranquila.

Obviamente, ele (ou ela) só vai mesmo lhe confidenciar que havia algo de estranho com a casa depois de ter vendido e abocanhado a comissão dele. De qualquer forma, vale dar uma investigada para uma possível “limpeza” dos fantasminhas.

Já se você ainda não comprou o imóvel, desconfie de preços baratos demais em relação a outros com o mesmo tamanho e tempo de existência. Steven J. J. Weisman, professor de direito comercial na Universidade de Bentley, explica que as propriedades assombradas se inserem na categoria de “propriedades estigmatizadas”.

Esses imóveis não têm defeito em sua estrutura, mas devido a alguns fatores ou acontecimentos têm um valor reduzido. Seja por ter sido o local de um assassinato, suicídio ou outras ocorrências.

Realize uma “auditoria energética”

Fonte da imagem: Shutterstock

O clássico dos anos 80, “Poltergeist”, apresentava uma família que se mudou para uma casa mal-assombrada, pois havia sido construída em cima de um cemitério indígena. A família chama uma especialista em fenômenos paranormais para tentar espantar os espíritos maléficos.

Essa é mais uma opção que você pode escolher, chamando alguma ajuda profissional para medir a energia da sua casa, com aparelhos de imagem térmica ou vibrações, e fazer uma investigação fantasmagórica. Se você não encontrar nenhum em sua cidade, chamar um padre ou algum outro representante religioso para benzer a casa já pode resolver o problema, se ele existir, é claro.

Confira abaixo outros métodos que você pode usar:

Faça uma defumação — Esse método antigo pode ser uma ótima opção para manter as assombrações bem longe de sua casa e limpar os ambientes da energia ruim. Segundo o site MNN e as crenças do xamanismo, a defumação com ervas secas queimadas purifica os ambientes. Ela pode ser feita com alecrim, arruda, alfazema, cedro, sálvia branca e tabaco, entre outras ervas. Pode ser realizada com defumadores próprios ou mesmo incensos.  

Fonte da imagem: Shutterstock

Dê uma chamada no fantasma — Se você notar situações estranhas na sua casa e já tentou de tudo, mas elas continuam acontecendo, um último recurso pode ser ter um “papo reto” com o poltergeist. Em um artigo do The New York Times, o designer de interiores Guy Clark revelou que expulsou um intruso fantasmagórico de sua casa em Bullville.

Ele disse que simplesmente falou em voz alta: "OK, esta é a minha casa. Se você precisar de alguma coisa, eu estou aqui, mas, você não mora mais aqui, siga em frente". Com isso, ele afirmou que os acontecimentos estranhos pararam e o fantasma, que ele acredita ser do antigo morador que morreu em 2002, entendeu o recado e foi embora.

Faxina geral — Se você se mudou para uma casa com muitos cômodos, garagem fechada, despensa e outros quartos de bagunça, é bem possível que os antigos moradores tenham deixado tranqueiras para trás. Um favor que você pode (e deve) fazer para o bem dos ambientes é realizar aquela limpeza de “desentulhar” tudo e mandar embora.

Ainda mais se os antigos moradores deixaram objetos como fotos, porta-retratos, pinturas, lembranças, cartas, coisas antigas ou itens mais esquisitos, como tábua de Ouija ou artigos religiosos de origem duvidosa. Se livre de tudo para a energia ser renovada e fluir com harmonia.

Filmes para se inspirar:

Poltergeist - o Fenômeno (1982)

Os Outros (2001)

Atividade Paranormal (2007)

O Orfanato (2007)

Os Fantasmas se Divertem (1988)

A Mansão Mal-Assombrada (2003)

*Publicado originamente em  14/11/2013.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.