Não menos triste: 4 massacres históricos em que poucas pessoas morreram
86
Compartilhamentos

Não menos triste: 4 massacres históricos em que poucas pessoas morreram

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Massacre: só de ouvir ou ler o termo em livros de História já nos sentimos um tanto acuados. Quando pensamos em massacres, já imaginamos dezenas, centenas ou milhares de pessoas mortas devido a algum acontecimento trágico, que normalmente envolve guerras, explosões e bastante violência.

Apesar da noção comum que todos nós temos do que é um massacre, não existe uma definição que delimite a quantidade de mortes para o fato ser considerado um evento do tipo. Portanto, massacres podem abranger mortes de cinco, dez, cem ou mil indivíduos – muitas vezes, cabe às próprias pessoas julgar se um evento foi ou não considerado um massacre, dependendo do contexto. Veja abaixo alguns exemplos do gênero, que são considerados os menores do mundo:

1 – O Massacre dos Whitman

Em 1836, os missionários presbiterianos Marcus e Narcissa Whitman iniciaram missões no estado americano de Oregon para ajudar os índios locais, chamados de Cayuse. As divergências religiosas entre os dois lados causou barreiras nas relações entre os missionários e os índios, sendo que em 1842 os presbiterianos mais velhos desejavam encerrar a missão no local.

Contudo, Marcus pediu mais tempo para ficar com os indígenas. Após uma epidemia atingir a região e quase todas as crianças indígenas morrerem e as brancas sobreviverem, os Cayuses ficaram desconfiados dos missionários. Em 29 de novembro do mesmo ano, os Whitman foram assassinados pelos indígenas, revoltados por terem perdido suas terras e suas crianças.

2 – O Massacre do Lago dos Sapos

O Lago dos Sapos, ou Frog Lake no original, é o local do Canadá que possui o maior massacre da história do país, ocorrido em 1885, apesar de ele ser pequeno quando comparado com outros. Os indígenas das tribos Cree estavam passando fome devido à falta de búfalos na região, além de os colonizadores brancos que chegaram às terras quebrarem todos os acordos iniciais que haviam sido formados entre índios e europeus.

Foi então que um grupo de índios Cree invadiu lojas na região de Frog Lake em busca de alimentos. Eles capturaram alguns dos homens da vila como reféns, incluindo as pessoas que sempre os maltrataram. No total, oito pessoas foram assassinadas pelos Cree no momento da invasão. Posteriormente, todos os índios identificados foram enforcados.

3 – O Massacre de Boston

Esse massacre ocorreu em 5 de março de 1770, quando soldados do Exército Britânico dispararam sobre um grupo de civis, o que resultou na morte de cinco homens e ferimentos em outras seis. Tensões entre os britânicos e os americanos já estavam ocorrendo havia algum tempo e culminaram no fatídico evento, sendo que, de acordo com os registros históricos, o que iniciou as brigas foram as ofensas disparadas à Coroa Inglesa.

4 – O Massacre de São Valentim

Também conhecido como “O Massacre do Dia dos Namorados”, ocorreu em 14 de fevereiro de 1929, nos Estados Unidos. No total, sete pessoas foram assassinadas em um conflito entre duas quadrilhas rivais de Chicago, lideradas por Al Capone e Bugs Moran. Os interesses das gangues eram praticamente os mesmos, como prostituição, contrabando e jogos de azar.

Foi então que o Moran quis reverter o quadro da situação e mandou assassinar pessoas que estavam associadas ao seu rival Al Capone, para dar um recado ao inimigo. Dois homens vestidos como policiais invadiram um estabelecimento em que as vítimas estavam e atiraram em todas elas. Ninguém jamais foi preso pelo crime e, apesar de todos atribuírem a culpa a Moran, a falta de evidências se mostrou insuficiente para prendê-lo naquele momento.

*Publicado em 6/9/2014

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.