Estudo sugere relação entre dormir mal e ter depressão
136
Compartilhamentos

Estudo sugere relação entre dormir mal e ter depressão

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Não é de hoje que falamos sobre a importância de uma boa rotina de sono, não é mesmo? O que muita gente ainda não sabe é que a privação de sono parece ter como um de seus lados negativos a depressão, sendo tanto um fator de risco para a saúde mental quanto um sintoma.

Um estudo publicado recentemente no Journal of Neuroscience revelou que existem diferentes efeitos da privação do sono nas pessoas e que isso parece ter relação com o funcionamento cerebral de cada indivíduo.

Basicamente, pessoas cujos cérebros respondem fortemente às recompensas são menos afetadas pelos efeitos negativos da privação de sono e, nelas, a depressão acaba não se desenvolvendo por esse motivo, de acordo com a explicação do autor do estudo, Ahmad Hariri, ao Live Science.

Pesquisa

Jerry

O estudo analisou os efeitos da privação de sono em um grupo de pessoas, e aquelas que não dormiram bem, mas cujas atividades cerebrais se acenderam em resposta a alguma recompensa, tinham menos chances de apresentar sintomas de depressão do que as pessoas que tiveram grande resposta a recompensas.

Para estudar a relação entre recompensa, falta de sono e depressão, os pesquisadores realizaram exames cerebrais em mais de 1.100 estudantes universitários que, além de se submeterem aos exames, responderam perguntas sobre sua qualidade de sono e seu humor.

Ao longo do estudo, os universitários participaram de alguns jogos simples, para que os pesquisadores conseguissem medir as atividades da região cerebral chamada estriado ventral, que está ligada às recompensas.

Resultados

Minion

O jogo principal teve duração de seis minutos e, a partir dele, os alunos tinham que adivinhar se o número presente em um cartão era maior ou menor do que 5. Os alunos foram informados de que quanto melhor jogassem, mais dinheiro receberiam por isso – os pesquisadores avaliavam a atividade cerebral dos participantes sempre que eles recebiam a informação de que tinham acertado ou errado em seus palpites.

Sem que soubesse, o jogo era manipulado, e os participantes ou estariam corretos 80% das vezes ou errados 80% das vezes. Os resultados revelaram que, quando acertavam e seus cérebros respondiam à recompensa, os alunos tinham menos probabilidade de experimentar a relação entre noites mal dormidas e sintomas de depressão.

Isso acontece porque essa região do cérebro, o estriado ventral, exerce o papel de anedonia, que é quando deixamos de sentir prazer em algo que antes era prazeroso. Agora, com o novo estudo, os pesquisadores descobriram que essa região do cérebro também está ligada aos outros sintomas de depressão e não apenas à anedonia.

Hariri explicou que o estudo não é completo, uma vez que os pesquisadores não analisaram os efeitos da falta de sono em longo prazo. Ele disse, ainda, que não ficou claro se esses sintomas apareceram ao longo do estudo ou se já tinham se manifestado anteriormente – por isso, são necessárias pesquisas de longa duração. De qualquer forma, é sempre válido frisar: dormir bem é fundamental!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.