Como se formam os cachos dos cabelos?

Como se formam os cachos dos cabelos?

Último Vídeo

Já parou para pensar em como os cachos de pelos e cabelos são formados? Um estudo publicado no Journal of Experimental Biology tentou encontrar a resposta ao testar duas teorias sobre a formação de fios encaracolados.

Os cientistas analisaram as células que compõem as fibras de lã de ovelhas merino. O intuito era descobrir o que causa a ondulação nas fibras capilares de queratina nas peles dos mamíferos.

As teorias sobre os cachos

Fonte: Pexels
Os cientistas testaram duas teorias para descobrir como o fio faz ondulações. (Fonte: Freepik)

A primeira teoria diz respeito ao maior número de células ciliadas na borda externa (o lado convexo) do que na borda interna (o lado côncavo) do cacho. A quantidade menor de células na parte interna forma uma borda mais curta, o que puxa o folículo piloso para dentro. Desta forma, a curvatura seria formada.

A segunda hipótese trabalha com a questão dos comprimentos das células dos lados côncavo e convexo da mecha do cabelo. A diferença de comprimento entre as células alongadas na parte exterior e as células menores no interior seria responsável por criar a curvatura.

Como o estudo foi conduzido 

Fonte: Pexels
O estudo encontrou evidências que corroboram com a teoria do comprimento das células. (Fonte: Pexels)

Os pesquisadores usaram técnicas microscópicas para medir as diferenças entre o número e o tamanho das células no interior e no exterior da curvatura das fibras de lã.

"Encontramos evidências que contradizem a teoria de que a curvatura resulta da existência de mais células no lado da fibra mais próximas do exterior", afirmou Duane Harland, o pesquisador-chefe e cientista do instituto de pesquisa neozelandês AgResearch.

Ele descobriu que as células do exterior da curva eram mais compridas, "o que apoia a teoria de que a curvatura é sustentada por diferenças no comprimento do tipo de célula".

Mas essa descoberta não encerra a questão. Como o estudo analisou apenas seções individuais das fibras capilares, isso não prova se o formato do cabelo vem da curvatura ou de alguma força de torção.

Por conta disso, a teoria de que o número de células pode ser a causa ainda não está descartada. É possível que cabelos diferentes em outros animais sejam encaracolados por razões diversas.

As semelhanças do cabelo humano com o dos demais mamíferos 

Fonte: Freepik
Os cabelos dos mamíferos têm a mesma origem genética, de acordo com o pesquisador-chefe. (Fonte: Freepik)

Como o estudo foi conduzido em cachos em ovelhas Merino, não há como saber se o processo seria o mesmo para que os humanos também desenvolvessem cabelo cacheado.

Os cientistas afirmam que fibras de maior diâmetro como as do couro cabeludo humano têm tipos de células menos claramente diferenciados do que os encontrados na lã das ovelhas.  

Então, muitas pessoas podem se perguntar: qual a relação entre os fios das ovelhas e dos humanos?

Não se pode ignorar as descobertas sobre a biologia dos mamíferos, já que os fios têm as mesmas origens genéticas. De acordo com Harland, o pelo dos mamíferos se desenvolveu antes mesmo do que os dinossauros. 

Um estudo de 2016 publicado no Scientific Reports mostrou que uma análise de crânios de mamíferos arcaicos chegou à conclusão de que eles tinham pelo.

A função dos cachos nos mamíferos 

O fio encaracolado é importante para manter os mamíferos aquecidos. (Fonte: Freepik)
O fio encaracolado é importante para manter os mamíferos aquecidos. (Fonte: Freepik)

Os cachos têm uma função de proteção aos mamíferos. Acredita-se que esse tipo de fio é melhor para protegê-los do frio do que apenas o liso. Na última linha de defesa para evitar a perda de calor estão os cabelos lisos entrelaçados com os cachos. 

De acordo com o pesquisador-chefe, o cientista Duane Harland, "a estrutura das peles de mamíferos é a de uma floresta com arbustos". Em entrevista ao Live Science, ele explicou que os fios lisos ficam grudados para "criar um espaço perto da pele" e os crespos mais finos "preenchem o espaço e retêm o ar". 

Sobre as conclusões do estudo, Harland afirma que há sempre espaço para novas pesquisas. "Seria ótimo se outros cientistas lá foram estivessem ocupados replicando e desenvolvendo nosso estudo. Talvez eles achem que fizemos algo errado, espero que apenas pequenas coisas, se houver alguma, mas isso é ciência" declarou ele. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.