Seja o primeiro a compartilhar

Transtorno de personalidade histriônico: o que é e como identificar

Você conhece alguém que gosta de ser o centro das atenções? Isso não é necessariamente um problema, mas em alguns casos essa necessidade de ser admirada por outros pode ser um sintoma do transtorno de personalidade histriônica (TPH).

Quem sofre com essa síndrome normalmente dá muita ênfase à sua aparência, se vestindo de forma provocativa e agindo de forma submissa para chamar a atenção. Toda essa necessidade pode causar muito sofrimento para quem vive com o transtorno, pois a pessoa pode se tornar emocionalmente dependente dos outros. 

O TPH faz parte do mesmo grupo de transtornos, que também inclui o narcisista, o antissocial e o borderline. Segundo Bruno Netto Reys, psiquiatra e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), os histriônicos representam cerca de 3% da população.

Principais sintomas do TPH

Quais os principais sintomas?Quais são os principais sintomas? (Fonte: Pixabay/Reprodução)

Para entender como o transtorno de personalidade histriônica funciona é interessante conhecer os seus principais sintomas. Aqui estão eles:

  • sentir-se mal quando não é o centro das atenções;
  • ser uma pessoa entusiasmada ou bastante dramática para tentar encantar os outros;
  • flertar com frequência, mesmo em momentos inapropriados ou com pessoas que não são de seu interesse;
  • preocupação exagerada com a aparência;
  • facilmente influenciada por pessoas e circunstâncias;
  • acreditar que seus relacionamentos são mais íntimos do que realmente são.

Transtorno de personalidade Histriônica ou narcisismo?

TPH ou narcisismo? (Fonte: Pixabay / Reprodução)TPH ou narcisismo? (Fonte: Pixabay/Reprodução)

É bastante comum a confusão entre o TPH e o narcisismo, mas as síndromes não são tão parecidas assim.

A principal diferença é que as pessoas com transtorno de personalidade narcisista precisam se sentir admiradas, enquanto o histriônico só quer ser notado, não importa se para o bem ou para o mal.

Porém, em alguns casos, a pessoa pode sofrer com esses dois transtornos ao mesmo tempo.

Consequências do TPH

Quais as consequências?Quais são as consequências? (Fonte: Pixabay/Reprodução)

O paciente histriônico pode sofrer algumas consequências caso não procure ajuda e faça o tratamento adequado. Dentre elas, estão:

  • dificuldade em desenvolver intimidade nos relacionamentos;
  • tendência em se colocar no papel de “vítima” e “princesa/príncipe”;
  • tentativa de controlar o parceiro por meio de manipulação emocional e sedução;
  • dependência emocional;
  • afastamento por exigir constante atenção;
  • negligência em relacionamentos antigos para dar prioridade aos novos.

Tratamento para o transtorno

Terapia é o principal tratamentoTerapia é o principal tratamento. (Fonte: Pixabay/Reprodução)

A boa notícia é que o TPH tem tratamento. Normalmente ele é feito por meio de psicoterapia após o diagnóstico de um psiquiatra.

O problema do histriônico é que nem sempre ele vai admitir que precisa de ajuda. Em muitos casos, a pessoa com o transtorno procura o médico por conta de alguma comorbidade, como depressão ou ansiedade. Nessa situação, o remédio costuma ser indicado.

A causa para o transtorno de personalidade histriônica ainda é desconhecida, mas especialistas acreditam que possa ter uma suscetibilidade genética e influência do meio.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.