Que tal fazer um passeio pelas 7 catedrais mais incríveis da Europa?
90
Compartilhamentos

Que tal fazer um passeio pelas 7 catedrais mais incríveis da Europa?

Último Vídeo

Se você tiver a oportunidade de passear pela Europa, saiba que, independente da sua religião, alguns dos pontos turísticos que mais vale a pena conhecer são as catedrais de cada cidade, principalmente pelas características históricas, artísticas e arquitetônicas dessas construções. Para que você entenda melhor do que estamos falando, confira abaixo algumas das catedrais mais interessantes do continente europeu:

1 – Basílica de São Marcos, em Veneza, na Itália

Fonte da imagem: Reprodução/BootsNall

Essa igreja incrível em estilo bizantino fica ao lado do Grande Canal de Veneza, na Praça de São Marcos, e teve sua construção iniciada em 1063. Seu lado externo apresenta arcos altos, esculturas romanas e cavalos de bronze em tamanho real – réplicas dos originais trazidos de Constantinopla em 1204 e que atualmente estão no museu da igreja. O interior da basílica contém mosaicos de ouro compondo cenas do Antigo e Novo Testamento.

2 – Catedral de Colônia, na Alemanha

Fonte da imagem: Reprodução/BootsNall

Esta construção, a maior catedral do nordeste europeu, é patrimônio histórico da UNESCO desde 1996 e, infelizmente, recebeu também a classificação de patrimônio mundial em perigo em 2004. Durante a Segunda Guerra Mundial, a igreja foi atingida por bombas 14 vezes, chegando até mesmo a ser usada como carreira de tiro por soldados americanos. Milhões de turistas são atraídos pela crença de que o sarcófago da catedral abriga três homens presentes no nascimento de Jesus.

3 – Catedral Wawel, em Cracóvia, na Polônia

Fonte da imagem: Reprodução/BootsNall

Construída no século XIV e mantida praticamente igual até os dias atuais, essa igreja é famosa por ter tido como padre e arquebispo aquele que viria a ser o Papa João Paulo II algum tempo depois. O interior da catedral contém 18 capelas repletas de trabalhos artísticos religiosos e algumas tumbas. A capela de doma dourada contém um sino 350 anos mais antigo do que o Big Ben de Londres e que é acionado apenas em ocasiões especiais.

4 – Catedral Stephansdom, em Viena, na Áustria

Fonte da imagem: Reprodução/BootsNall

Essa belíssima igreja foi construída no século XII, mas já passou por muitos processos de reforma devido a incêndios sofridos durante algumas batalhas. O estilo gótico da construção combina perfeitamente com o telhado colorido em formato de diamante. Turistas costumam subir os 343 degraus até chegar ao topo da maior torre da igreja e conferir uma excelente vista de toda a cidade. O compositor Mozart teve as suas cerimônias de casamento e funeral realizadas na catedral.

5 – Notre Dame, em Paris

Fonte da imagem: Reprodução/BootsNall

Se você estiver visitando a romântica capital francesa, não deixe de conhecer esta igreja que, com sua mistura de estilos, atrai turistas de todas as partes do mundo. O prédio foi construído entre os anos de 1163 e 1345. Dois momentos históricos prejudicaram a estrutura da igreja, sendo o primeiro durante a Revolução Francesa, em 1793, quando muitas esculturas foram quebradas e joias roubadas, e o segundo, em 1871, quando uma revolta popular causou um incêndio em parte da construção; desde então, a catedral passa por constantes restaurações.

6 – Igreja da Sagrada Família, em Barcelona, na Espanha

Fonte da imagem: Reprodução/BootsNall

Esta imensa estrutura ainda está em construção – começou em 1882 – e a expectativa é de que seja concluída em 2026. O arquiteto considerado principal é o famoso Antoni Gaudí e, mesmo depois de sua morte, o estilo estipulado por ele foi mantido pelos outros arquitetos envolvidos no projeto. A construção conta com 18 torres com sinos que simbolizam Jesus, Maria, os 4 evangelistas e os 12 apóstolos. A igreja atrai visitas de mais de 2 milhões de pessoas por ano, e visitar as torres garante uma bela vista da cidade de Barcelona.

7 – Catedral de Roskilde, na Dinamarca

Fonte da imagem: Reprodução/BootsNall

Também considerado patrimônio histórico da UNESCO, o prédio foi feito entre os séculos XII e XIII, respeitando os padrões góticos, mas, pela primeira vez, usando apenas tijolos em sua construção. A família real dinamarquesa tem sido enterrada nessa construção desde o século XV.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.