Maior pirâmide do mundo fica escondida embaixo de uma montanha
1.062
Compartilhamentos

Maior pirâmide do mundo fica escondida embaixo de uma montanha

Último Vídeo

Você saberia dizer qual é a maior pirâmide do mundo? Se você pensa que é a de Gizé, no Egito, está enganado – ela é apenas a mais famosa. “Disfarçada” de montanha e localizada no México, a pirâmide de Cholula tem uma base quatro vezes maior e quase o dobro do volume do cartão postal mais famoso da África.

Ela normalmente passa despercebida por estar soterrada embaixo de inúmeras camadas de terra, vegetação e poeira. Tanto que, se você não souber que ali existe uma pirâmide, com certeza pensaria que se trata de uma montanha formada naturalmente. O lugar é tão facilmente confundível que uma igreja foi construída no topo da “montanha” sem as pessoas se darem conta de que existia um sítio histórico riquíssimo coberto pelo tempo.

A pirâmide de Cholula está localizada na cidade de Puebla e foi um antigo templo asteca. Sua construção provavelmente se iniciou em torno do ano 300 a.C., tendo levado entre 500 e 1 mil anos para ficar pronta! Ela é a maior pirâmide do mundo em tamanho de base e volume – perde apenas na altura para a de Gizé.

Montanha encobre maior pirâmide já construída pelo homem

Construção e abandono

Cholula também é conhecida como Tlachihualtepetl, que significa “montanha feita pelo homem”. Diversas comunidades da época trabalharam em conjunto para erguer um templo que homenageasse o deus Quetzalcóatl, que é representado como uma “serpente emplumada” – tanto que esse é o significado de seu nome. Esse é um deus bastante antigo na cultura mesoamericana e foi incorporado pelos astecas com algumas alterações, como a retirada dos sacrifícios humanos.

A construção demorou vários séculos por ter sido erguida em diferentes etapas: são seis camadas feitas de tijolos feitos de lama cozida. Essa pirâmide foi o principal templo local para cultos religiosos em sua época, mas foi caindo em desuso quando outros templos menores começaram a surgir na região.

Com o abandono, a lama dos tijolos forneceu inúmeros nutrientes para que a vegetação tomasse conta, encobrindo o templo que era ricamente decorado com desenhos de insetos nas cores vermelha, preta e amarela. Isso começou a acontecer por volta do século 7 ou 8, estimam os arqueólogos. Quando o conquistador espanhol Hernán Cortés chegou à região, em 1519, ele e seus homens dizimaram 10% da população em apenas 1 hora, derrubando quase todos os seus templos – apenas Cholula ficou em pé, pois Cortés não chegou a vê-la.

Maquete mostra como era a pirâmide de Cholula, inclusive com a igreja construída no topo da montanha

Redescoberta

Com o domínio da região pelos espanhóis, teve início a catequização. Por isso, em 1594, a igreja Nossa Senhora dos Remédios foi erguida sobre a “montanha” para mostrar a nova cultura que acabara de se instalar. Cholula ficaria esquecida no tempo por mais 300 anos, quando finalmente voltaria à tona.

No início dos anos 1900, um hospital psiquiátrico começou a ser erguido nas proximidades e revelou que algo estava escondido embaixo da montanha. Na década de 1930, os arqueólogos já haviam criado mais de 8 km de túneis para analisar a estrutura encoberta pela vegetação. Ainda não se sabe, entretanto, se os astecas tinham noção de que tijolos de argila poderiam um dia criar o ambiente favorável para encobrir a estrutura.

Segundo a BBC, a pirâmide de Cholula é o maior monumento já construído pelos seres humanos em toda a sua História. Se algo tão grandioso conseguiu ficar tanto tempo escondido, o que será que as futuras gerações ainda vão descobrir sobre o nosso passado?

Imagem aérea mostra igreja de Nossa Senhora dos Remédios no topo da montanha que esconde a pirâmide

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.