Reunimos 9 curiosidades aleatórias e fascinantes sobre o Japão. Confira!
230
Compartilhamentos

Reunimos 9 curiosidades aleatórias e fascinantes sobre o Japão. Confira!

Último Vídeo

Que tal começar com uma seleção ligeiramente sinistra?

1 – Você já deve ter ouvido falar a respeito da sinistra “floresta do suicídio” que existe no Japão, né? Mas você sabia que ela é o segundo lugar mais popular do planeta buscado por pessoas que desejam tirar as próprias? Caso você tenha ficado curioso, o primeiro lugar fica com a Ponte Golden Gate, em San Francisco.

Floresta dos suicidasAokigahara, a floresta dos suicidas (Wikimedia Commons/ajari)

2 – E falando no assunto, os antigos samurais realizavam um suicídio ritualístico chamado seppuku — que consistia em enterrar uma lâmina nas entranhas e fazer um corte da esquerda para a direita — que era executado para que eles morressem com honra.

3 – Ainda no mesmo tema (mais ou menos), alguns monges japoneses — seguidores da vertente Shingon do budismo — praticaram a automumificação, um longo e penoso processo que começa ainda em vida e, se concluído com sucesso, termina com os corpos dos monges se convertendo em múmias e no que eles chamam de sokushinbutsu, o que pode ser traduzido como “Budas vivos”.

Agora, que tal uma seleção mais histórica?

4 – Um dos primeiros africanos a chegar ao Japão foi um escravo negro levado até lá pelos portugueses com uma missão jesuíta no século 16. Esse homem acabou se incorporando à cultura japonesa e tornando samurai — hoje conhecido pelo nome de Yasuke.

YasukeYasuke, o samurai negro (Wikimedia Commons/Domínio Público 1)

5 – Falando em samurais, embora essa classe de guerreiros fosse composta principalmente por homens, também existiram mulheres que, após passar pelo mesmo treinamento em artes marciais e nas artes da guerra, se tornaram samurais — ou “Onna-Bugeisha”. Algumas delas, como foi o caso de Tomoe Gozen, por exemplo, que inclusive entraram para a História por sua bravura.

6 – Você sabia que, originalmente, as primeiras geishas eram, na verdade, homens? Para quem não sabe, a palavra “geisha” significa “pessoa das artes” ou “artista” e, quando esses profissionais começaram a surgir nas cortes feudais japonesas, as mulheres eram proibidas de entreter pessoas em reuniões sociais. Elas (as mulheres) só começaram a ocupar essas posições a partir de meados do século 18.

E não podiam faltar algumas aleatoriedades, né?

7 – Existe um popular festival da fertilidade em Kawasaki, no Japão, chamado Kanamara Matsuri em que os seguidores da religião Shinto fazem uma espécie de procissão seguindo um enorme pênis cor de rosa. Apenas a título de curiosidade, o nome da celebração se traduz como “Festival do Falo de Aço”.

Pênis cor de rosaViu o tamanho disso? (Wikimedia Commons/Domínio Público 2)

8 – Há um tratamento de beleza no Japão conhecido “geisha facial” que consiste em aplicar fezes de rouxinol na pele do rosto. Mas não pense que vale coletar o cocô de qualquer rouxinol! As aves devem ser criadas em granjas especiais e ser alimentadas exclusivamente com sementes orgânicas e a promessa é a de que os excrementos tornariam a pele mais clara e suave.

9 – Sabia que existem mais de 50 sabores de Fanta no Japão? Entre as opções comercializadas por lá estão a Fanta melão, cassis, melancia, abacaxi, limão com mel, creme de morango, maçã-verde, frutas tropicais, lichia, tangerina, cidra, kiwi, acerola, moscatel e pera.

Gostou da ideia de conhecer o Japão? Confira ofertas bem legais de pacotes aqui!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.