10 museus espetaculares e modernos que você deveria visitar um dia
42
Compartilhamentos

10 museus espetaculares e modernos que você deveria visitar um dia

Último Vídeo

Diferentes tipos de torneiras, os mais estranhos modelos de vasos sanitários e tudo o que você precisa aprender sobre encanamentos de banheiros ao longo da História. Você sabia que em Buenos Aires existe o Museu da Água e da História Sanitária? Pois é! Um programa fedorento para se fazer na capital da Argentina!

Apesar do fator inusitado, esse museu — assim como boa parte dos outros no mundo  segue um formato um tanto repetitivo: estático e focado nos objetos, unicamente. Diferentes estruturas de vários países vêm inovando e, para acompanhar o caminhar do próprio mundo, estão cada vez mais interativos e dinâmicos.

Veja alguns dos lugares que investiram nesse novo jeito de expor!

1. Cité du Vin, Bordeaux (França)

A cidade francesa de Bordeaux reserva uma surpresa aos visitantes: um museu do vinho. Um verdadeiro centro cultural, o Cité du Vin [Cidade do Vinho] é um espaço para experiências multissensoriais com 19 salas temáticas que são de encher os olhos, os ouvidos e o paladar. Isso sem falar no próprio design da fachada do lugar e da vista do belvedere, que é avassaladora.

2. Museu da Ciência, Valência (Espanha)

Na Espanha, o Museu das Artes e da Ciência, em Valência, foi construído com a objetivo de agradar os fãs de tecnologia! Com direito a acompanhar experiências científicas reais e participar dos experimentos, os visitantes têm a curiosidade instigada o tempo todo.

3. Museu de Design, Holon (Israel)

Inaugurado em 2010, o Museu de Design de Holon, em Israel, tem um design único. O prédio icônico é assinado pelo arquiteto Ron Arad e reúne anualmente mostras que têm como proposta ajudar o visitante a entender o papel do design na vida diária.

4. Museu do Amanhã, Rio de Janeiro (Brasil)

Um dos exemplos de museus inovadores está aqui mesmo, no Brasil. O Museu do Amanhã fica na capital carioca e atrai visitantes do mundo inteiro para observarem uma perspectiva sobre os futuros possíveis. Ciência e filosofia se unem à tecnologia para proporcionar uma experiência totalmente diferente da que você está acostumado quando compra seu ingresso para visitar um museu.

5. Dongdaemun Design Plaza, Seul (Coreia do Sul)

Projetado pela iraquiana-britânica Zaha Hadid, o Dongdaemun Design Plaza ilumina a capital sul-coreana com seus sete andares (quatro acima da terra e três subterrâneos) e seu teto iluminado que serve como um parque para visitação. O DDP, como é conhecido, é um verdadeiro complexo, que oferece desde lojas de objetos futuristas até espaços para exposições permanentes e itinerantes. Além de um Parque de História e Cultura e do Museu de Design, o DDP tem um espaço de exibição e mercado de design, bem como laboratório de design para apresentar inovações e projetos experimentais na área.

6. Museu de Arte Moderna, São Francisco (EUA)

Depois de passar por uma reforma que expandiu sua área total, o Museu de Arte Moderna de São Francisco (SFMOMA), na Califórnia, agora oferece sete andares de exposições com galerias, um hall com plantas de diversos tipos e muitas mostras itinerantes. O museu desenvolveu toda uma estratégia de engajamento digital com estratégias de interação, a fim de aproximar arte, entretenimento e aprendizado.

7. Museu Nacional de História e Cultura Afro-Americana, Washington (EUA)

Já imaginou ir ao museu para conhecer a história da Oprah Winfrey de um jeito interativo e divertido? Ou então observar de pertinho os objetos de Wakanda usados no filme "Pantera Negra"? Um dos mais novos do mundo, esse museu foi inaugurado em 2016 na capital dos Estados Unidos, Washington, D.C, visando à valorização cultural da negritude. Trata-se da maior estrutura do mundo dedicada a contar a história dos afrodescendentes nos Estados Unidos, desde a fundação do país.

8. Museu Zeitz, Cidade do Cabo (África do Sul)

Por falar em raça e valorização da cultura negra, outra estrutura dedicada ao tema é o Zeitz, o maior museu africano do século, localizado na Cidade do Cabo, na África do Sul. A cena cultural e artística do país está concentrada no local, que reúne artistas locais e grandes nomes da arte negra do mundo inteiro. O objetivo é exibir e discutir arte africana e de sua diáspora, falar sobre diferentes cidades e países africanos e receber exposições itinerantes e eventos voltados à arte.

9. Ragnarock, Roskilde (Dinamarca)

Viva a música! Localizado na Dinamarca, esse museu é um verdadeiro resgate das mais icônicas tradições musicais da história. Roupas, acessórios, instrumentos e ambientes dos anos 50 para a frente fazem parte do acervo desse museu que tem um visual incrível e proporciona imersões e experiências sensoriais únicas.

10. Tate Modern, Londres (Inglaterra)

O Tate Modern é uma verdadeira tradição inglesa, como tudo no país. Para ganhar ares mais contemporâneos e tirar a poeira, a administração do museu realizou uma modernização que transformou também a experiência dos visitantes. Isso sem falar na vista, que é um verdadeiro cartão-postal.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.