Descubra quais são 10 dos museus mais visitados do planeta
19
Compartilhamentos

Descubra quais são 10 dos museus mais visitados do planeta

Último Vídeo

Você já deve ter uma ideia de quais devem ser os museus mais populares do mundo — e chutado aí, de cabeça, nomes como o Louvre, de Paris, o Museu Britânico, de Londres, e os Museus Vaticanos, na Itália, certo? Mas existem outras instituições incrivelmente populares pelo mundo, e Caitlin Morton, do site de viagens Contè Nast, reuniu 10 dos mais populares em uma lista e incluiu o número de visitantes que cada uma delas recebeu ao longo de 2016. Confira abaixo:

1 – Tate Modern, em Londres

Número de visitantes em 2016: por volta de 5,8 milhões.

Tate Modern de Londres(Wikimedia Commons/Fred Romero)

A Tate Modern é uma galeria de arte moderna que fica na capital inglesa, às margens do rio Tâmisa, e foi inaugurada no ano 2000. O museu abriga uma enorme coleção de obras do século 20 e também é famoso por receber exposições e instalações artísticas inusitadas e — como não podia ser diferente — polêmicas. Segundo o pessoal do The Art Newspaper, a Tate recebeu 5,6 milhões de visitantes em 2017.

2 – Museus Vaticanos, na Santa Sé

Número de visitantes em 2016: por volta de 6 milhões.

Museus Vaticanos(Wikimedia Commons/Fb78)

Os Museus Vaticanos consistem em um complexo de museus mantidos pela Santa Sé, no Vaticano, e abrigam espetaculares — e vastas — coleções de pinturas, esculturas, artefatos arqueológicos, joias e antiguidades que foram sendo acumulados ao longo dos séculos pelos Papas. Como se fosse pouco, os museus abrigam maravilhas como a Capela Sistina, as Salas de Rafael, a Galeria dos Mapas e a Galeria dos Candelabros, sem falar que os próprios edifícios que abrigam as diferentes coleções são esplêndidos. Em 2017, o número de visitantes foi um pouco maior, somando pouco mais de 6,4 milhões.

3 – National Gallery, em Londres

Número de visitantes em 2016: por volta de 6,2 milhões.

National Gallery de Londres(Wikimedia Commons/Diego Delso)

Situada na popular Trafalgar Square, em Londres, a National Gallery abriga uma coleção de mais de 2 mil quadros pintados entre os séculos 13 e 19, incluindo o icônico “Vaso com quinze girassóis”, de Vincent Van Gogh, e “Vênus ao Espelho”, de Diego Velázquez. E sabe o melhor? A entrada ao museu é gratuita! Mesmo assim, o número de visitantes em 2017 caiu um pouco com relação a 2016, ficando em pouco mais de 5,2 milhões.

4 – Museu de Ciência e Tecnologia de Shanghai, na China

Número de visitantes em 2016: por volta de 6,3 milhões.

Museu de Shanghai(Wikimedia Commons/Greg Peterson)

Inaugurado em 2001, o Museu de Ciência e Tecnologia de Shanghai possui 14 salões de exibições e abriga exposições permanentes que incluem a “Mundo dos Robôs”, “Navegação Espacial” e “Exibição de Aranhas” — para quem não sofre de aracnofobia, claro! Ademais, o local conta com cinemas IMAX e realiza mais de 10 mil projeções por ano.

5 – Museu Britânico, em Londres

Número de visitantes em 2016: por volta de 6,4 milhões.

Museu Britânico(Wikimedia Commons/Ham)

Fundado em meados do século 18, o Museu Britânico, situado em Londres, abriga acervos e artefatos que compreendem 2 milhões de anos da civilização humana. Entre as peças que podem ser vistas por lá, estão a Pedra de Roseta, uma verdadeira coleção de múmias egípcias e frisos do Partenon de Atenas. No entanto, o número de visitantes em 2017 caiu, somando por volta de 5,9 milhões.

6 – Metropolitan Museum of Art, em Nova York

Número de visitantes em 2016: por volta de 6,7 milhões.

Museu Metropolitano de Arte(Wikimedia Commons/Arad)

O Museu Metropolitano de Arte abriu suas portas em abril de 1870, e hoje abriga uma coleção que compreende cinco milhões de anos de História, entre artefatos arqueológicos, obras de arte da antiguidade — grega, romana, egípcia, assírio-babilônica e oriental —, pinturas de vários períodos artísticos e inclusive instrumentos musicais e seleções de armas e indumentárias. O número de visitantes se manteve mais ou menos o mesmo em 2017.

7 – Museu Nacional de História Natural, em Washington

Número de visitantes em 2016: por volta de 7,1 milhões.

Museu de História Natural(Wikimedia Commons)

Entre exemplares de fósseis — incluindo dinossauros —, plantas, rochas, animais, minerais, artefatos produzidos pelo homem e inclusive meteoritos, o Museu Nacional de História Natural, em Washington, fundado em 1910, conta com uma incrível coleção de mais de 125 milhões de itens, e é administrado pelo Instituto Smithsonian.

8 – Museu do Louvre, em Paris

Número de visitantes em 2016: por volta de 7,4 milhões.

Museu do Louvre(Wikimedia Commons/Martin Falbisoner)

Você estava sentindo falta desse icônico museu aqui na lista, né? Pois, abrigando obras como a Mona Lisa, a escultura Vitória de Samotrácia e o Código de Hamurabi, o Louvre não podia deixar de ser mencionado. Aliás, segundo encontramos em outra fonte, ele foi o museu mais visitado de 2017, somando 8,1 milhões de visitantes!

9 – National Air and Space Museum, em Washington

Número de visitantes em 2016: por volta de 7,5 milhões.

Museu do Ar e do espaço(Wikimedia Commons/Jawed Karim)

Imagine um local que abriga desde caças da Segunda Guerra Mundial, protótipos malucos, aviões de pesquisa e até foguetes e cápsulas espaciais! Esse é o Museu do Ar e Espaço que fica em Washington, nos EUA, e abriga uma coleção contendo itens aeroespaciais de todo o mundo.

10 – Museu Nacional da China, em Pequim

Número de visitantes em 2016: perto de 7,6 milhões.

Museu Nacional da  China(Wikimedia Commons/Daniel Case)

Inagurado em 2003, o Museu Nacional da China, em Pequim, se encontra na Praça da Paz Celestial e é administrado pelo Ministério de Cultura chinês. A instituição não cobra entrada e tem como missão educar os visitantes sobre as artes, cultura e história chinesas — e conta com mais de 1,3 milhão de peças em exibição. Em 2017, o Museu Nacional da China recebeu cerca de 8 milhões de visitantes.

*Imagem no destaque: Sala de Leitura, no interior do Museu Britânico.

***

Quer “viajar” por mais museus e pelo mundo da arte? Confira a lista de matérias que selecionamos para você a seguir:

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.