Pesquisadores encontram registro mais antigo de aurora boreal

Pesquisadores encontram registro mais antigo de aurora boreal

Último Vídeo

Uma equipe de cientistas e pesquisadores conseguiu identificar e analisar aqueles que podem ser considerados os registros mais antigos até hoje das auroras boreais. A descoberta foi feita por meio de três tábuas cuneiformes babilônicas e assírias que datam do período entre 680 e 650 a.C. Ao que tudo indica, as descrições se referem à iluminação dos céus pelas auroras.

(Fonte:Pixabay)

Com essa nova descoberta, o período de tempo mais antigo do qual se tinha conhecimento sobre uma aurora chega a 2.700 anos.

De acordo com o pesquisador e astrofísico Hisashi Hayakawa, compreender e estudar esses registros ajuda a ciência atual a melhorar e ampliar seu entendimento sobre a história desse fenômeno relacionado com a atividade solar. Ou seja, um panorama maior, ainda mais quando consideramos que uso de telescópios, é de apenas 400 anos.

Até então, as informações consideradas como as mais antigas sobre uma aurora boreal eram de um item babilônico datado de 567 a.C. que se referia a uma luminosidade avermelhada no céu.

Na realidade, a cultura da Babilônia e da Assíria são excelentes fontes desse tipo de registro: seus astrólogos costumavam detalhar e documentar diversos fenômenos da natureza que poderiam servir para suas interpretações, fator que nos permitiu ter acesso a eles milhares de anos depois.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.