Estátua moai da Ilha de Páscoa é destruída em acidente

Estátua moai da Ilha de Páscoa é destruída em acidente

Último Vídeo

No domingo, dia 1º de março, um morador da Ilha de Páscoa foi preso ao colidir seu carro com uma estátua moai, símbolo e patrimônio da ilha. Segundo autoridades locais, o acidente foi causado por uma falha nos freios do veículo, que não evitou a queda deste em um barranco, acertando em cheio o monumento de pedra.

Localizada em território chileno, a ilha, originalmente nomeada de Rapa Nui, é famosa por seu sítio arqueológico que inclui mais de mil estátuas esculpidas em basalto sólido entre os séculos XIII e XVI, chamadas por seus habitantes de moais. Segundo os nativos da ilha, as estátuas têm valor sagrado, pois representam figuras ancestrais importantes, além de indicar a localização das fontes de água doce.

Para Camilo Rapu, presidente da comunidade indígena Rapa Nui da Ilha de Páscoa, o estrago causado pelo acidente é “incalculável”.

O prefeito da ilha, Pedro Pablo Petero Edmunds Paoa, declarou que irá exigir uma regulamentação mais rigorosa para proibir que os veículos passem perto das estátuas, que são consideradas Patrimônio Mundial da UNESCO.

(Fonte: Comunidade Ma’u Henua/Facebook/Reprodução)
(Fonte: Comunidade Ma’u Henua/Facebook/Reprodução)

Preservação x turismo

Outra preocupação dos habitantes tem sido quanto ao turismo excessivo. Nos últimos anos, o acesso à ilha se tornou mais fácil, o que atraiu mais viajantes. Para conter o excesso de turistas e proteger o local de possíveis depredações, foram implementadas algumas políticas de visto em 2018, reduzindo o tempo de permanência dos visitantes no território para 30 dias em vez de 90, como era anteriormente.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.