Bloomsday: comemoração relembra protagonista do clássico Ulisses

Bloomsday: comemoração relembra protagonista do clássico Ulisses

Último Vídeo

Tirando as celebrações de cunho religioso, que podem partir de alguma passagem da Bíblia, por exemplo, o único feriado criado a partir de uma história de ficção acontece sempre no dia 16 de junho e é comemorado, sobretudo, na Irlanda. O Bloomsday relembra o livro Ulisses, do escritor James Joyce.

O protagonista Leopold Bloom tem uma importância grandiosa para a literatura universal, já que o livro de Joyce é um dos mais respeitados pelos estudiosos da área, além de ser também considerado por muitos como um dos mais difíceis em sua prosa. Ao longo das páginas, o leitor é apresentado à saga de Bloom ao longo de dezesseis horas do dia 16 de junho do ano de 1904.

(James Joyce/Reprodução)(James Joyce/Reprodução)

Por meio da técnica do fluxo de consciência, que consiste em não apenas narrar o que acontece, mas também faz o leitor se perder na confusão mental do seu narrador, o escritor traz à tona conflitos bastante reflexivos que imergem completamente quem lê e provoca sentimentos diversos. Joyce, inclusive, para além de outras contribuições relevantes à literatura, também evidenciou ainda mais a técnica fragmentada de narrar e a popularizou, trazendo outros expoentes mais tarde.

  • Você pode comprar o livro Ulisses, de James Joyce, clicando neste link

Vale destacar que, a famosa escritora inglesa Virginia Woolf possui um romance intitulado Mrs. Dalloway, que também conta com o fluxo de consciência e é considerado por muitos a versão feminina do livro de Joyce.

O que fazer em um Bloomsday?

Na Irlanda, os fãs do livro costumam realizar as mesmas atividades, bem cotidianas, de Leopold durante essa data comemorativa. Todas elas surgem com a vontade justamente de relembrar os acontecimentos do romance e ainda fazer um verdadeiro passeio por Dublin, local onde a narrativa se passa. Não há exatamente um registro exato de quando a comemoração começou, alguns relatos remontam ao ano de 1925, três anos após a publicação oficial e outros a 1954.

(Reprodução)(Reprodução)

Entretanto, até mesmo no Brasil, o Bloomsday é celebrado. O departamento de Letras Vernáculas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por exemplo, já celebra a data há pelo menos 24 anos. Algumas livrarias e bibliotecas também realizam suas comemorações. Em Brasília, a Livraria Sebinho organiza um evento que atrai diversos participantes todos os anos com diferentes atividades culturais específicas, que também relembram os acontecimentos do livro, além  de contar com a culinária irlandesa e shows de bandas locais.

Muito provavelmente, neste ano, por conta da pandemia do coronavírus, as comemorações terão todas de acontecer pelo ambiente virtual. Certamente, esse fato não vai deixar que as celebrações sejam interrompidas e os “cosplays” de Leopold Bloom poderão dar as caras por aí.

Se você ficou interessado por essa data festiva tão peculiar e ainda não conhece a obra-prima de James Joyce, você pode se aventurar pelas páginas de Ulisses ou conhecer outros livros do autor, como Um retrato do artista quando jovem e Os mortos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.