Luca: você conhece as lendas italianas que inspiraram o filme?

Nesta última sexta-feira (18), os assinantes do Disney+ tiveram uma agradável surpresa com o lançamento do longa-metragem Luca. Conduzida pelo diretor italiano Enrico Casarosa (do curta-metragem La Luna), a animação da Pixar traz uma nova aventura de amizade e confiança, agora ambientada nas nostálgicas ruas da fictícia Portorosso e trazendo várias referências à milenar cultura europeia.

Confira abaixo algumas das lendas que inspiraram o design dos monstros-marinhos Luca e Alberto, rotinas importantes dos personagens e a arquitetura da cidade de Portorosso.

1. O Polvo de Tellaro

(Fonte: Super Interessante / Reprodução)(Fonte: Super Interessante / Reprodução)

O famoso conto folclórico da região de Cinqueterre é ambientado em Tellaro e narra a história de uma pequena igreja que alertava os habitantes sobre invasão de piratas, através de toques de um sino. Certa noite, um forte barulho despertou a população e a imagem de um polvo foi vista no alto da igreja, sendo suficiente para que a misteriosa figura fosse aclamada como herói e ganhasse homenagens por toda a cidade.

2. A lenda de Colapesce

(Fonte: Leonardo Lucchi / Reprodução)(Fonte: Leonardo Lucchi / Reprodução)

Colapesce conta a história de uma criança que, por gostar tanto do mar e passar bastante tempo dentro das águas, acabou adquirindo habilidades especiais e tornou-se capaz de respirar anormalmente sob a superfície e de nadar como um peixe. Nicola, também conhecido como "Cola", acabou tornando-se "Colapesce" e ganhou reconhecimento do imperador Frederico II, quando foi enviado para uma missão de resgate e salvou a Sicília do desmoronamento.

3. A Pequena Sereia

(Fonte: Wikisource / Reprodução)(Fonte: Wikisource / Reprodução)

A popular história de Hans Christian Andersen também serviu como inspiração para Luca, dando base tanto para os designs dos monstros-marinhos quanto pelos seus próprios ideias, já que visavam transformar-se em humanos completos e explorar a superfície terrestre, assim como Ariel.

4. Carta Marina

(Fonte: Domínio Público / Reprodução)(Fonte: Domínio Público / Reprodução)

Fabricada em 1539 pelo geógrafo Olaus Magnus, a Carta Marina era uma espécie de referência cartográfica da península escandinava e registrava não apenas terras, mas todos os mares exploráveis da região. O documento se destacou por trazer detalhes curiosos para os exploradores da época, especialmente por conter imagens de criaturas apavorantes que protegiam os oceanos, algumas delas com visuais bem macabros. Assim, o registro histórico foi fonte de inspiração para o visual de personagens e para uma adaptação de maior fidelidade com as crenças antigas.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.