15
Compartilhamentos

Assassino do Zodíaco: identidade do serial killer é revelada

Um dos maiores mistérios criminais da história dos Estados Unidos parece ter chegado ao fim nesta quarta-feira (06). Uma equipe de investigadores de alto calibre afirma ter descoberto a real identidade do Assassino do Zodíaco, um dos maiores serial killers do mundo e que aterrorizou a cidade de São Francisco na década de 1960 — sendo responsável por 14 assassinatos reconhecidos.

O grupo, conhecido pelo nome de "The Case Breakers", é formado por 40 ex-policiais, investigadores particulares, agentes federais e especialistas forenses, os quais também alegam ter descoberto um outro crime de autoria do Assassino do Zodíaco em 1966, no sul da Califórnia.

Identidade revelada

(Fonte: The Case Breakers/Divulgação)(Fonte: The Case Breakers/Divulgação)

Ao longo de muitos anos, o Zodíaco provocou as autoridades locais com mensagens em códigos, ou cifras, enviadas através de jornais. Durante esse período, sua identidade jamais foi revelada, apesar de a polícia ter investigado diversos suspeitos em potencial. 

Na visão dos investigadores, a real identidade do assassino em série seria Gary Francis Poste, um homem que faleceu em 2018. Para os Case Breakers, boa parte das pistas levantadas por décadas ligam Poste ao Assassino do Zodíaco. Isso incluiria fotos encontradas em sua câmara escura, um padrão de cicatrizes ou rugas em sua testa que correspondem a um esboço da polícia sobre o criminoso e demais evidências forenses, incluindo DNA.

O grupo também alega que, caso você retire as letras do nome de Gary Poste das mensagens escritas pelo serial killer na época dos assassinatos, é possível encontrar um recado alternativo deixado para trás pelo autor dos crimes. 

Assassinato paralelo

(Fonte: Associated Press)(Fonte: Associated Press)

Os Case Breakers também estão convencidos de que Poste foi responsável pela morte de Cheri Jo Bates em Riverside, na Califórnia, em 31 de outubro de 1966 — dois anos antes de o Assassino do Zodíaco ter sido ligado a um assassinato na área da baía de São Francisco.

O desaparecimento de Bates foi constatado por seu pai, e posteriormente seu cadáver foi encontrado brutalmente esfaqueado em um beco próximo à livraria do município. O relato da polícia afirma que a moça foi atingida por 42 golpes. No momento, os investigadores estão pressionando as autoridades locais para conseguir comparar o DNA de Gary Poste com as amostras coletadas na cena desse crime.

Uma confissão enviada à polícia um mês após o assassinato de Cheri Jo incluia frases semelhantes às usadas pelo Zodíaco, o que chamou atenção para o caso. Entretanto, essa prova acabou sendo desconsiderada pelas autoridades em 2016 após receberem um recado anônimo reconhecendo autoria da carta e dizendo se tratar de "uma piada de mau gosto". 

Dúvidas e continuidade das investigações

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Apesar dos relatos divulgados pelos Case Breakers, o Departamento de Polícia de Riverside disse não ter nenhuma prova concreta que ligue a morte de Cheri Jo Bates ao Assassino do Zodíaco. "Entendemos o interesse público nesses assassinatos não resolvidos, mas todas as perguntas sobre o Assassino do Zodíaco devem ser encaminhadas ao FBI", responderam ao jornal Fox News.

Entre dezembro de 1968 e outubro de 1969, cinco vítimas foram atribuídas ao serial killer em São Francisco. Ele tinha como alvo principalmente casais jovens, tendo dois homens sobrevivido aos ataques, e também matou um motorista de táxi solitário. Em suas cartas ao San Francisco Chronicle, o criminoso afirmou ter matado 37 pessoas.

Das quatro cifras produzidas por ele, duas seguem sem solução até hoje — a primeira foi solucionada em 1969 e a segunda somente em 2020 por cidadãos comuns. Em 2020, o FBI declarou que as investigações ainda estavam em andamento.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.