Qual é a diferença entre Platão e Aristóteles filosoficamente?

Platão (c. 428 a.C.-347 a.C.) e Aristóteles (384 a.C.-322 a.C.) são dois dos mais conhecidos e importantes filósofos da história. Platão foi discípulo de Sócrates e, posteriormente, professor de Aristóteles.

O mestre deve ter ensinado bem, já que Aristóteles não deixou de apontar as falhas nas teorias de seu professor e até se tornou um de seus principais críticos. Mas isso não o impediu de ser influenciado por Platão, visto que suas obras abordam os mesmos aspectos filosóficos e são facilmente comparáveis em vários pontos.

Platão foi aluno de Sócrates e professor de Aristóteles. (Imagem: Shutterstock)Platão foi aluno de Sócrates e professor de Aristóteles. (Fonte: Shutterstock)

As visões de mundo de Platão e Aristóteles

Os pensamentos de Platão e Aristóteles são parecidos no que diz respeito à existência do ser humano contemplando o mundo e ao significado de sua existência. Ambos se dedicaram a refletir e tentar compreender o que é ter consciência de uma existência e como ela se relacionaria com a consciência dos outros.

Aristóteles e Platão tinham divergências em vários aspectos. (Imagem: Shutterstock)Aristóteles e Platão tinham divergências em vários aspectos. (Fonte: Shutterstock)

Todavia, mesmo que Aristóteles discordasse das ideias de Platão em vários pontos centrais, é inegável que boa parte de sua obra apresenta uma evolução dos pensamentos formulados por seu mestre.

Ainda assim, é interessante observar que Platão voltava seu raciocínio mais para preocupações com a "alma". Já Aristóteles se concentrou na linha política, tentando inserir suas ideias em um contexto social. Em termos filosóficos, para Platão, ser era ser. Para seu aluno, observar era ser.

Principais diferenças entre Aristóteles e Platão

O que mais diferencia o pensamento desses dois grandes filósofos são suas crenças sobre o que há de mais real e autêntico na existência humana. Platão partia do princípio de que a realidade em sua essência não está presente nas experiências do cotidiano. Por outro lado, Aristóteles considerava que o mundo cotidiano era mais autêntico que o chamado mundo das ideias de seu professor.

A pintura do mestre renascentista Rafael, A Escola de Atenas, deixa clara a diferença entre as prioridades de pensamento por meio da postura dos dois filósofos. Aristóteles foi retratado com uma cópia de Ética nas mãos. Além disso, sua mão está virada para baixo, o que sinaliza a Terra e a ampla variedade de ensinamentos morais.

A Escola de Atenas, de Rafael. (Fonte: Wikipedia/ Reprodução)A Escola de Atenas, de Rafael. (Fonte: Wikipedia/Reprodução)

Platão, por outro lado, aponta para cima em uma alusão à sua crença de que a realidade está além do presente, se encontra no mundo das formas ou mundo das ideias. Ele também segura uma cópia de Timeu, tratado que descreve sua filosofia sobre as origens do mundo físico.

Tanto um quanto o outro se debruçaram sobre uma série de assuntos diferentes, tais como formas ideais de governo, a natureza da realidade e a definição do que é beleza estética. Além disso, parte das ideias de Aristóteles funciona como um casamento entre os pensamentos de Platão e Sócrates.

Os dois fundaram escolas para difundir suas teorias. Platão chamou a sua de "A Academia", onde Aristóteles estudou. Já a escola de Aristóteles foi batizada de "Liceu" e, como ficou responsável por ensinar Alexandre, o Grande, recebeu apoio e financiamento do conquistador da Macedônia.

Aristóteles e Platão são dois nomes de peso na Filosofia. A maneira como viam o mundo e o que defendiam formaram as bases de conhecimento para muitos pensadores. Da Grécia Antiga aos dias atuais, suas ideias atravessaram os séculos a tal ponto que as mesmas divisões que havia entre eles ainda são notadas em filósofos modernos.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.