Confira 6 maneiras de evitar o impacto de um asteroide
29
Compartilhamentos

Confira 6 maneiras de evitar o impacto de um asteroide

Último Vídeo

Na semana passada, o asteroide 2012 DA14 passou a uma distância recorde — 27,7 mil quilômetros — do nosso planeta, levantando algumas preocupações sobre como evitar o impacto de um objeto desses, caso ele esteja em rota de colisão conosco. Além disso, a queda de um meteorito (objeto consideravelmente menor) na Rússia só ajudou a deixar todo mundo mais preocupado ainda, afinal, com mais de mil feridos, o estrago foi considerável.

O pessoal do Discovery News publicou uma lista com diversas maneiras de evitar o impacto de um asteroide contra o nosso planeta — e evitar que o “Armageddon” ocorra e toda a vida seja extinta da face da Terra —, a qual você pode conferir abaixo. E caso você esteja se perguntando se alguma delas envolve mandar o Bruce Willis ao espaço, sentimos muito em desapontar você!

Com uma explosão nuclear

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Na verdade, a ideia de lançar uma bomba nuclear contra um asteroide não está relacionada com desintegrar o objeto, mas sim desviar sua rota. Afinal, dependendo do tamanho do asteroide, a explosão poderia transformá-lo em milhares de fragmentos igualmente perigosos e mortais, que ainda atingiriam a Terra.

Com uma pancadinha

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Embora a explosão nuclear pareça ser um método bem efetivo para desviar a rota de um asteroide, o pessoal da NASA pensou em utilizar um “interceptador cinético”. O sistema funcionaria como uma espécie de bola de boliche, que seria lançada contra o asteroide para, através de uma pancada, alterar seu rumo.

Aliás, os pesquisadores afirmam que um impacto de apenas 1,6 quilômetros por hora seria suficiente para desviar a rota do asteroide em quase 275 mil quilômetros, contanto que a pancadinha ocorra 20 anos antes da colisão prevista.

Com tinta

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Pense no que acontece quando você usa uma camiseta preta ou branca em dias de muito sol. Você sente muito mais calor quando usa cores escuras, não é mesmo? Assim, levando em consideração as leis da astrodinâmica, os pesquisadores pensaram em um método no qual uma parte da superfície do asteroide seria pintada de branco para refletir a radiação solar, e a região mais escura — que a estaria absorvendo — acabaria por desviar a rota do objeto.

Com velas gigantes

Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News

Talvez você não esteja muito convencido de que o método anterior possa funcionar, portanto, que tal prender velas solares — semelhantes às dos barcos — ao asteroide para desviar o seu rumo? O sistema envolveria enviar uma espaçonave até o objeto e prender as velas, e a própria energia proveniente dos ventos solares seria utilizada para mudar a direção do asteroide.

Com uma armadilha

Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News

Pode parecer impossível desviar a rota de um asteroide com uma armadilha, mas a NASA pensou em uma espécie de rede feita de fibra de carbono com aproximadamente 250 quilos. A ideia é que a estrutura funcione como a vela solar descrita acima, capaz de alterar o curso do objeto ao fazer com que a quantidade de radiação solar absorvida e a emitida pelo próprio asteroide aumente.

Com um foguete

Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News

Se você acha que todos os métodos anteriores são complicados demais, por que não prender um superfoguete ao asteroide e ligar os motores para que ele seja arrastado para outro lado? Alguns pesquisadores sugerem o envio de motores químicos ao objeto, que devem ser ancorados firmemente à superfície, antes que seja dada a ignição.

E se nada disso funcionar?

Todos os métodos acima podem, potencialmente, desviar um asteroide em rota de colisão com a Terra, mas não existem garantias de que eles realmente vão funcionar. Assim, no caso de um evento apocalíptico inevitável, provavelmente seremos testemunhas de evacuações caóticas em grandes centros urbanos, estocagem desenfreada de alimentos e água e até tentativas suicidas de invadir abrigos anticatástrofes de milionários e órgãos governamentais.

Portanto, não custa nada assistir a todos os filmes pré e pós-apocalípticos que existem por aí, e começar a torcer para que o Bruce Willis e todos os heróis da Terra entrem em ação!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.