280
Compartilhamentos

Médicos fazem nascer uma orelha dentro do braço de uma paciente

Cirurgiões plásticos do Hospital Militar William Beaumont vão reconstruir a orelha de uma paciente de um jeito inusitado. Utilizando cartilagem retirada da costela, os médicos remontaram uma nova orelha dentro do antebraço dela, quase na altura do cotovelo.

Não é a primeira vez que esse procedimento é feito, mas até então ele nunca tinha sido realizado por médicos do exército norte-americano. O objetivo da cirurgia, segundo o Tenente Owen Johnson, chefe de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva do hospital, é devolver à jovem soldado um senso de normalidade em sua vida.

1

A soldado Shamika Burrage perdeu sua orelha esquerda em um acidente em 2016, quando um pneu estourou e seu carro capotou, fazendo com que a motorista fosse ejetada pela janela.

Ela sofreu ferimentos na cabeça, fraturas por compressão na coluna e perdeu a orelha. Sua prima, que estava grávida de 8 meses na ocasião, sofreu apenas ferimentos leves.

Desde o acidente, Shamika vem lidando com a falta de sua orelha, algo que, apesar de não ter afetado sua audição, era um constante lembrete a ela do acidente.

2

"Eu não estava satisfeita com a aparência da minha orelha, então os médicos me sugeriram a cirurgia plástica. Eu não queria a reconstrução, mas pensei um pouco e cheguei à conclusão de que poderia ser uma coisa boa. Eu estava decidida a fazer uma prótese, para evitar mais cicatrizes, mas eu queria uma orelha de verdade", disse Shamika, hoje com 21 anos, segundo o site do Exército dos Estados Unidos.

Uma nova alternativa

Apesar das cicatrizes temidas por ela, o procedimento — chamado de retalho radial do antebraço  vai prover a paciente com uma orelha totalmente nova e funcional. Nele, os médicos extraíram um pedaço de cartilagem da costela, reconstruíram a orelha e inseriram no antebraço da paciente para permitir a revascularização, com a formação de novos vasos sanguíneos.

Isso vai possibilitar não apenas a reprodução da aparência de uma orelha convencional, mas também a sensação. "A orelha vai ter artérias e veias novas e também nervos novos, então ela vai conseguir senti-la", explicou o médico responsável.

3

Como Shamika não perdeu a audição durante o acidente, essa parte também não vai ser comprometida, já que o seu canal auditivo, que se fechou durante o processo de cicatrização do ferimento, foi reaberto pelos médicos.

A cirurgia plástica é um importante ramo da medicina envolvendo o universo militar. Segundo Johnson, a reabilitação e reconstrução voltada a soldados que voltam dos campos de batalha é essencial para a evolução do ramo, já que os principais avanços em cirurgia plástica são relacionados a traumas de guerra.

E o caso de Shamika vai ser mais um bem-sucedido! Ela ainda tem mais duas cirurgias, e a recuperação completa deve levar mais 5 anos, mas ao final sua orelha vai estar novinha em folha!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.