Você sabe a diferença entre um mamute e um mastodonte?
53
Compartilhamentos

Você sabe a diferença entre um mamute e um mastodonte?

Último Vídeo

Seria uma tarefa quase impossível identificar com precisão quantos animais já existiram na Terra. Através da descoberta de fósseis, sabemos que diversas espécies foram extintas pelos mais variados motivos. Algumas não compartilham características com nada que existe atualmente; já outras são bem semelhantes, e esse é o caso dos mamutes e mastodontes.

Classificações realizadas com base em fósseis posicionaram os dois animais na ordem de mamíferos placentários conhecida como Plosbocídeo. Não é nenhuma surpresa saber que os elefantes também estão incluídos nessa categorização, representando a família Elephantidae, na qual existem atualmente apenas três espécies: o elefante-africano, o elefante-asiático e o elefante-indiano.

Ascensão e queda

Os mamutes surgiram na África há aproximadamente 5,1 milhões de anos, de acordo com Ross MacPhee, curador do Museu Americano de História Natural, em Nova York. Durante o período em que existiram, eles migraram até a Eurásia e a América do Norte, evoluindo ao longo do tempo e dando origem ao mamute-lanoso, espécie que foi extinta e possuía tamanho semelhante ao do elefante-africano atual.

Com base nas informações disponíveis, os cientistas acreditam que a extinção quase total dos mamutes se consumou há 10 mil anos. Um pequeno grupo conseguiu sobreviver na Ilha de Wrangel, na costa nordeste da Sibéria, por mais 7 mil anos, mas após esse período teve o mesmo fim que seus parentes.

Apesar das semelhanças, os mastodontes surgiram muito antes que seus semelhantes, há 30 milhões de anos. Com origens nas Américas do Norte e Central, acabaram extintos no mesmo período que os mamutes. Essa coincidência chamou a atenção dos cientistas, que não chegaram a uma conclusão sobre os motivos do desaparecimento das espécies.

Alguns acreditam que a caça predatória feita por humanos, já que eles eram muito lentos e ofereciam uma grande quantidade de alimento, foi o principal motivo de seu sumiço. Já outros colocam a culpa da extinção em fatores climáticos e ambientais, por uma modificação natural que possivelmente aconteceu no globo terrestre.

Leves diferenças

As semelhanças entre os dois animais são bem grandes, compartilhando as mesmas dimensões, peso e presença de presas proeminentes. Ao analisarem os fósseis de forma mais precisa, os cientistas perceberam que os mastodontes eram ligeiramente menores que os mamutes, com pernas mais curtas e uma cabeça mais achatada.

Variando entre 2 e 4 metros de altura, as duas espécies apresentavam uma pelagem longa e volumosa, que era de grande utilidade nos ambientes onde viviam. Os mamutes habitavam regiões mais frias, na região norte do planeta, e por isso possuíam grandes corcundas, onde gordura se armazenava para os períodos de necessidade.

Mas a grande diferença entre os dois estava na forma como se alimentavam. Ambos eram herbívoros, mas os mastodontes possuíam dentes com formato cônico, projetados para esmagar folhas e galhos com mais facilidade. Já os mamutes apresentavam molares rugosos, permitindo que cortassem a vegetação e pastassem como os elefantes modernos.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.