Sexo animal: canibalismo é hábito comum em algumas espécies

Sexo animal: canibalismo é hábito comum em algumas espécies

Último Vídeo

A fama de vilã quando o assunto é sexo entre os animais tem dona há muito tempo: a viúva-negra. Ela é sempre a primeira a ser apontada nas discussões sobre canibalismo no reino animal. Mas, a história está incompleta. Há uma lista bastante recheada de animais com hábitos sexuais canibais.

Se entre nós, humanos, há quem goste de uma taça de vinho ou um cigarro após o sexo, no reino animal há hábitos não apenas exóticos ou violentos, há hábitos mortais. Embora a viúva-negra não seja exatamente a rainha dessa lista, há outras espécies de aranhas, além de lesmas, insetos e répteis que incluem canibalismo em seu processo reprodutivo. E, normalmente, a vítima é o macho. Mas, surpreendentemente, em algumas espécies o sacrifício é voluntário. Tudo pelo desejo de reprodução, para manter a linhagem.

Sexo de matar!

Aranhas Orb-Weaving, Aranhas Redback, Polvos, Grilos Artemísia, Aranhas Saltadoras, Nudibrânquios, Louva-Deus e Viúva-Negra (uma delas), são algumas das espécies que costumam “sacrificar” o parceiro após o acasalamento. Além delas, a Lesma-Banana possui um ritual bastante violento, o autocanibalismo. Embora sejam hermafroditas, elas optam por se reproduzir com um parceiro, quando disponíveis e sinalizam esse desejo liberando substâncias químicas em seu lodo. Depois de encontrar o parceiro, as lesmas consomem as secreções uma da outra e após a troca de esperma, elas se automutilam, roendo o próprio pênis para se soltar do parceiro.

As Anacondas ocasionalmente canibalizam o parceiro por estrangulamento. Embora os machos sejam cerca de cinco vezes menores do que as fêmeas, eles preferem as parceiras grandes e essa pode não ser uma boa escolha. Já a fêmea parece tomar uma decisão inteligente comendo o parceiro, uma vez que, quando estiver grávida, ela passará os sete meses de gestação sem nenhuma refeição. Então, o macho pode ser uma das últimas refeições por um longo período.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.