Câmeras em semáforos na China 'deduram' os pedestres imprudentes

Câmeras em semáforos na China 'deduram' os pedestres imprudentes

Último Vídeo

Tecnologias avançadas são realidade na China e uma delas é o reconhecimento facial que vem sendo utilizado há bastante tempo. Acontece que por lá, eles a utilizam de maneiras vem singulares. Uma delas, que pode ser destacada, é a utilização de câmeras em semáforos para identificação e exposição de pedestres imprudentes. Quando pedestres cruzam a via quando ou onde não deveriam, os rostos são captados, gravados e exibidos em telas grandes para constrangê-los publicamente. Ou seja, se atravessar a rua sem obedecer às regras de trânsito, todo mundo vai saber.

Conhecidos como ‘jaywalkers’, os pedestres que atravessam em locais ou momentos não permitidos estão tendo dificuldades na China. As câmeras expõem os rostos em grandes telas e, além disso, parte das carteiras de identidade ficam expostas. E se você está pensando que o constrangimento é rápido, engana-se. As imagens são mostradas por uma semana.

Câmeras e sistemas tecnológicos tenta garantir segurança rodoviária

O sistema de captura e exposição de imagens de pedestres imprudentes já funciona há algum tempo na cidade de Taiyuan e gerou polêmica e controvérsia sobre a invasão de privacidade dos pedestres, especialmente de menores de idade. Outras cidades, como Shenzhen, possuem sistemas parecidos, mas além de mostrar os rostos, também utilizam da tecnologia de reconhecimento facial para multar os infratores, sejam pedestres ou motoristas de veículos não motorizados.

Mas, antes mesmo das “câmeras constrangedoras”, a China já havia implementado vários sistemas para tentar garantir a segurança rodoviária em algumas de suas cidades mais importantes. Sistemas de iluminação, por exemplo, foram instalados na estrada, em cruzamentos, indicando mais claramente o momento certo para atravessar.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.