Lontra albina é flagrada por turistas no Mato Grosso do Sul

Lontra albina é flagrada por turistas no Mato Grosso do Sul

Último Vídeo

O Pantanal brasileiro é casa de muitas espécies animais, de aves a serpentes. O Mato Grosso do Sul é um dos estados que nos presenteia com uma exuberância incrível de sua fauna. Não é à toa que se tornou um destino muito procurado pelos amantes da natureza que são surpreendidos com a beleza animal quando visitam a região.

Um grupo de turistas teve as próprias expectativas superadas ao visitar o Pantanal recentemente. O motivo? O grupo flagrou uma lontra albina. Com o corpo inteiramente branco e o focinho cor de rosa, a lontra albina foi vista apenas duas vezes — no mês de agosto — por guias de uma pousada.

Foto: Pousada Aguapé

A administradora da pousada, Joana Tatoni, contou em entrevista ao G1 que o guia avistou a lontra durante um passeio de barco, mas só conseguiu identificar que ela era “diferente” ao se aproximar. “Quando foi fotografada estava sozinha e se alimentando de um peixe” disse.

As lontras albinas são consideradas muito raras na natureza e, de acordo com o oceanógrafo Oldemar Carvalho, elas são frutos de genes recessivos. Há, de acordo com o especialista, casos registados na Escócia, mas com outra espécie de lontra. No Brasil, se conhecia até agora apenas uma, que vive no Parque Zoobotânico de João Pessoa.

Foto: Pousada Aguapé

Como as mutações são muito raras e com poucos casos relatados, o oceanógrafo explica que os estudos ficam prejudicados, mas já é possível afirmar que a lontra albina tem algumas desvantagens na natureza, como a dificuldade de camuflagem e o incômodo nos olhos devido à maior exposição aos raios solares. Por isso, a lontra albina pode ter a visão prejudicada em dias muito claros.

A lontra albina ainda pode ter dificuldade no acasalamento e o filhote pode sofrer com a rejeição da mãe.

Foto: Pousada Aguapé

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.