O que faz uma cobra comer sua própria cauda?

O que faz uma cobra comer sua própria cauda?

Último Vídeo

O comportamento animal na natureza pode ser muito estranho e até cruel em algumas situações. Um exemplo disso é quando nos deparamos com algum vídeo na internet de uma cobra comendo sua própria cauda. Mas o que acontece com ela para começar uma sessão de autocanibalismo?

Cérebro pequeno, muita fome e falta de sorte

O problema é que esses bichos têm cérebros relativamente pequenos e, pelas suas próprias características, são mais reativos do que proativos, sendo assim, podem confundir o movimento da cauda com uma presa suculentas. Mas isso é muito raro. Temos que lembrar que elas caçam com base no calor e, como são animais de sangue frio, dificilmente essa confusão ocorreria.

(Fonte:Pexels)

Porém, isso nos leva a algumas possibilidade sobre o que pode acontecer com a cobra para que ela “jante a si mesma”.

Uma delas é que para se aquecer, ela precisa de fontes externas de calor. Mas, caso fiquem muito quentes, elas não podem transpirar para se refrescar e isso pode fazer com que elas terminem desorientadas e confusas e, assim, podem acabar atacando a própria cauda.

Além disso, vale lembrar que as cobras têm um metabolismo acelerado, o que provoca uma falsa sensação de fome e vontade de engolir a primeira coisa que estiver pela frente. Isso é mais perceptível naquelas criadas em cativeiro: como a comida nem sempre está disponível para elas, acabam se mutilando para se alimentar.

Por fim, a idade, doenças e outros fatores podem afetar a visão e, aqui, a falta de sorte pode entrar em cena quando, por não enxergar bem, a cobra confunde sua cauda com uma presa.

(Fonte: Pexels)

Quando ela começa a comer a si mesma, especialistas e biólogos dizem que reduzir a temperatura borrifando água e desligando as lâmpadas pode ajudar a diminuir o estresse, especialmente quando criadas em cativeiro, fazendo com que ela interrompa o “jantar”.

Em outras situações, a intervenção de um veterinário pode ser decisiva para salvar o animal. Mas também há aquelas casos em que elas colocam para fora a parte da cauda engolida. Entretanto, não importa a situação, isso pode ser fatal, pois a própria construção interna desse animal se desenvolveu para prender os alimentos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.