Origami e matemática: o físico que largou a NASA pelas dobraduras

Origami e matemática: o físico que largou a NASA pelas dobraduras

Último Vídeo

Você já pensou em como a matemática pode ser usada para criar criar lindos objetos de decoração? Pois esse físico da NASA tem mostrado como fazer isso na prática: Robert Lang resolveu trocar sua carreira de sucesso como físico da NASA, tendo cerca de 46 patentes em seu nome para se dedicar a uma outra paixão, as dobraduras de papel orientais.

Entretanto, nem todo o seu conhecimento da área matemática foi eliminado: suas obras são extremamentes complexas, já que Lang utiliza seu conhecimento prévio profissional para fazer dobraduras únicas, o que resulta em obras finais cheias de detalhes e muito bonitas.

"Ao longo dos anos, a matemática me permitiu realizar, como artista, formas e criações que eu não conseguiria alcançar de outra maneira", conta Lang.

a

O que é o origami?

Origami é um termo que significa "dobrar papel" e é utilizado para designar uma técnica bastante antiga da cultura oriental, no qual são realizadas esculturas feitas apenas com a dobragem desse elemento, sem realizar algum tipo de recorte ou colagem.

Realizar essa atividade resulta em alguns benefícios para o corpo humano, como ganho de criatividade e memória, redução de estress, melhora na coordenação motora e até mesmo ajuda no ganho de auto-estima.

Ainda de acordo com Robert, "quando eu estou dobrando, é como se eu estivesse trabalhando com um velho amigo. É como trabalhar com um parceiro os quais movimentos eu já conheço. Se eu me movimento de um certo jeito, eu sei como o meu parceiro também se movimentará. Então eu exploro a área matemática, desenvolvo e resolvo equações, crio o padrão de dobradura e descubro no que o origami se parecerá ao ficar pronto". 

Origami, Papel, Vela, Veleiro, Barco, Navegação
É possível criar desde objetos simples à obras mais complexas, como as produzidas pelo Robert Lang (Pixabay/Divulgação)
Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.