Conheça o lago de sal de Yuncheng, o incrível 'arco-íris chinês'

Conheça o lago de sal de Yuncheng, o incrível 'arco-íris chinês'

Último Vídeo

Um dos santuários naturais mais impressionantes do oriente, o Lago de Sal de Yuncheng, na China, apresenta, durante as estações de alta temperatura do ano, uma das vistas mais belas que o olhar humano consegue alcançar. Localizado, mais exatamente, na província de Shanxi, o "Mar Morto Chinês" se tinge de várias colorações, transformando-se em um arco-íris líquido e chamando a atenção de moradores locais e da comunidade que acompanha as redes sociais.

(Fonte: Xinhua/Xue Jun)

Segundo especialistas da Universidade de Stuttgart, o surgimento de diferentes tipos de colorações simultaneamente em uma mesma região de, aproximadamente, 120 quilômetros quadrados, é resultado da influência das altas temperaturas anuais aliadas à presença de algas que, com a absorção dos nutrientes derivados da intensidade dos raios solares, transformam-se em uma mistura de paleta de cores através de reações químicas entre o meio orgânico e os minerais.

Com mais de 500 milhões de anos de história, o também conhecido como Lago Xiachi, uma das atrações turísticas mais importantes do território chinês, é conhecido pela incontável presença de algas chamadas Dunaliella Salina, que alternam de cores gradativamente com o passar das estações, reforçado pelas diferentes densidades da água, onde tudo ocorre a níveis celulares nas plantas.

"A queda da temperatura no outono leva às diferentes cores que aparecem na superfície de Salt Lake, em Yuncheng, província de Shanxi."

"No ambiente marinho, as Dunaliella Salina provocam uma coloração verde nas águas. No entanto, em condições de alta salinidade e intensidade da luz, as algas ficam avermelhadas devido à produção de carotenoides protetores em suas células", explicou Mohammad Tourian, da Universidade de Stuttgart, para entrevista à NASA em 2016.

Apesar de ser conhecido como "Mar Morto", suas propriedades diferem bastante da hidrografia original que abastece parte do Oriente Médio, já que, por conta de sua baixa concentração de cloreto e alta presença de sulfatos, pertencendo a um dos países onde há uma das maiores concentrações de sulfato de sódio do planeta, não possui condições hostis para abrigar um vasto ecossistema. 

(Fonte: Xinhua/Xue Jun)

Atualmente, o Lago de Sal é dedicado para a produção de sal industrial, sendo explorado pela comunidade local por mais de 4.000 anos e tornando a China o maior produtor de sal do mundo. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.