Pesquisadores descobrem pelo menos 4 novas espécies de morcego

Pesquisadores descobrem pelo menos 4 novas espécies de morcego

Último Vídeo

Em um momento um tanto quanto inoportuno, considerando que a pandemia mundial teria começado graças a um morcego, uma pesquisa realizada no Field Museum (Estados Unidos) identificou ao menos quatro novas espécies do mamífero voador. 

A partir de um estudo genético em espécimes coletados na região ocidental da África, descobriu-se que, até então, uma única espécie de morcego altamente difundida é na realidade várias espécies geneticamente diferentes, mas com algumas similaridades. 

Essa descoberta foi publicada na revista científica ZooKeys e teve como base morcegos nariz-de-folha africanos. Esses animais são conhecidos por suas narinas que apresentam uma espécie de “pele”, responsável por ajudar no sonar, capturar insetos e também para se locomover.

B.D. Patterson, Field Museum / ReproduçãoB.D. Patterson, Field Museum /Reprodução.

Essa descoberta levanta pontos importantes para a Ciência, uma vez que o estudo de morcegos não é tão difundido. Consequentemente, seus possíveis efeitos e interações com o ecossistema não podem ser determinados com exatidão. A pandemia do novo coronavírus é um exemplo. 

E por mais que essas espécies possam ser consideradas “primas” do morcego-ferradura, que teria sido o responsável por transmitir a covid-19, e o momento da descoberta não ser tão favorável no cenário atual, essas novas espécies não têm relação nenhuma com essa doença.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.