Seja o primeiro a compartilhar

Golfinhos chapados: toxinas de baiacus está causando o efeito

A inteligência dos golfinhos já é famosa no meio científico, mas outros hábitos desses animais também têm chamado a atenção. Pesquisadores da Universidade de Murdoch, na Austrália, flagraram um comportamento inusitado em golfinhos que vivem na costa da ilha, no estuário de Leschenault: jovens da espécie foram vistos mordendo, de leve, peixes baiacu e compartilhando o animal entre o grupo. 

Para se proteger de predadores, os baiacus liberam uma toxina chamada tetrodoxina, que em grande quantidade pode matar seres humanos. Essa substância, no entanto, é usada em pequenas quantidades pelos golfinhos, apenas para bloquear a ação dos nervos, dando uma sensação de dormência, de acordo com os cientistas. Ou seja, os peixes são usados entre os golfinhos, para ficarem ‘chapados’.

Baiacus são usados por grupos de golfinhos para 'dar onda'. (Fonte: Getty Images/Reprodução)Baiacus são usados por grupos de golfinhos para 'dar onda'. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Roda de amigos

O comportamento foi registrado no documentário do canal BBC: Dolphins – Spy in the Pod, que mostra os animais dividindo o baiacu com cuidado, passando o peixe de boca em boca, sem intenção de matá-lo. 

O zoólogo e produtor do documentário, Rob Pilley, afirma que sua equipe viu as criaturas lidarem com o peixe de maneira muito suave e delicada. “Era como se não quisessem perturbá-lo demais ou matá-lo. Como resultado, o peixe lançou toxinas e, então, os golfinhos pareciam estar hipnotizados”, disse em entrevista. 

Assim, eles provavelmente aprenderam que a toxina é liberada, dando um ‘barato’. Os cientistas australianos afirmam que esta ação seria apenas uma brincadeira, comum entre a espécie, e não associada ao uso de narcóticos, propriamente dito.

Os golfinhos não são os únicos do reino animal a curtirem uma diversão diferente. Os elefantes já foram vistos comendo frutas fermentadas para ficarem bêbados, os cangurus gostam de se embriagar com papoulas, as renas siberianas mastigam cogumelos alucinógenos e cavalos comem ervas alucinógenas. Aparentemente, tem muita espécie por aí "curtindo a vida adoidado".

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.