Estação meteorológica é instalada no cume do vulcão Tupungato

Uma nova expedição da National Geographic em parceria com a Rolex, realizada neste mês de abril, possibilitou a instalação da estação meteorológica mais alta dos hemisférios sul e ocidental, que fica próxima ao cume do vulcão Tupungato, na região central do Chile.

Localizada a 6.505 mil metros acima do nível do mar, a nova estação permitirá coletar dados em tempo real para ajudar a comunidade científica internacional e o governo chileno a melhorar o modelo meteorológico, facilitando também a gestão de recursos hídricos.

A expedição, que fez parte da iniciativa Perpetual Planet, durou cerca de 15 dias e foi coliderada pelo explorador da National Geographic Baker Perry. Com a instalação dos equipamentos, será possível monitorar a temperatura, pressão barométrica, umidade relativa e a radiação solar recebida, entre outros detalhes, fornecendo informações importantes para as autoridades e os pesquisadores.

(Fonte: National Geographic/Divulgação)(Fonte: National Geographic/Divulgação)

Estes dados permitirão entender como a capital Santiago e outras cidades localizadas na região central do país serão afetadas pelos impactos das mudanças climáticas, que já têm contribuído para piorar a seca histórica do local ao longo da última década, diminuindo consideravelmente a ocorrência de chuvas.

Torre de água

Uma das montanhas mais altas dos Andes, o vulcão Tupungato é conhecido também como a torre de água da região, por causa da neve e do gelo acumulados no seu topo que derretem lentamente, fornecendo recursos hídricos essenciais para a população de quase 7 milhões de pessoas vivendo ali.

Devido a esta importância, monitorar as mudanças que acontecem na montanha é essencial para garantir a sobrevivência e a segurança das pessoas, uma vez que torres de água como a do Tupungato estão cada vez mais ameaçadas pelas mudanças do clima em todo o planeta.

(Fonte: National Geographic/Divulgação)(Fonte: National Geographic/Divulgação)

“Como resultado da mudança climática, as geleiras estão encolhendo, seu volume está diminuindo e, em alguns casos, em muitas partes dos Andes e Himalaia, estão desaparecendo completamente”, alertou Perry, que também participou de uma expedição semelhante ao Monte Everest, realizada em 2019.

A estação do vulcão Tupungato trabalhará em conjunto com outras três instaladas anteriormente em altitudes menores, na bacia do Alto Aconcágua e em um vulcão vizinho, ajudando a prever quanta água desta fonte estará disponível no futuro.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.