63
Compartilhamentos

'Menor vaca do mundo' atrai multidão em Bangladesh

Uma vaca anã tem atraído milhares de pessoas para uma fazenda na cidade de Charigram, em Bangladesh, interessadas em tirar selfies com o curioso animal, depois que as imagens viralizaram nas redes sociais, no início de julho. Os proprietários pleitearam o título de “menor vaca do mundo” ao Guinness Book.

A pequena Rani tem apenas 51 cm de altura, 66 cm de comprimento e pesa 26 kg, medidas bastante inferiores às das outras vacas que vivem na fazenda Shikor Agro. De acordo com o administrador do local Hasan Howladar, ela tem dificuldades de se locomover e vive separada do resto do rebanho.

“Ela não come muito. Ela come uma pequena quantidade de farelo e palha duas vezes ao dia”, afirmou o gerente à BBC. Howladar disse ainda que a mini vaca da raça boxer Bhutti, de 23 meses de idade, gosta de passear, apesar das dificuldades, é muito calma e parece feliz quando carregada nos braços.

(Fonte: BBC/Reprodução)(Fonte: BBC/Reprodução)

Para o veterinário-chefe da região, Rani dificilmente se tornará maior, devendo manter as medidas atuais. Em entrevista à AFP, ele afirmou que o animal é fruto de endogamia, ou seja, foi gerado a partir do acasalamento entre indivíduos aparentados, que possuem uma maior semelhança genética.

Atual detentora do título

Conforme o livro dos recordes, a atual menor vaca do mundo se chama Manikyam. O pequeno bovino, que vive em uma propriedade no estado de Querala, na Índia, tinha 61 cm de altura quando entrou para o Guinness Book em junho de 2014.

Investigadores responsáveis pela publicação estiveram na fazenda em Bangladesh recentemente, para verificar as medidas de Rani, conferindo se ela realmente tem 10 cm a menos do que o animal indiano. Os especialistas devem responder aos proprietários em até três meses.

(Fonte: Guinness World Records/Divulgação)(Fonte: Guinness World Records/Divulgação)

Enquanto isso, a vaca Rani segue como atração turística da região. Mesmo diante dos bloqueios impostos pelo governo por conta da pandemia do novo coronavírus, mais de 15 mil pessoas foram até Shikor Agro visitá-la em três dias, provocando enormes aglomerações.

O movimento intenso tem preocupado as autoridades de saúde locais, no momento em que o país enfrenta uma nova onda de casos de covid-19. Por isso, o governo sugeriu à fazenda restringir o fluxo de turistas.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.