50
Compartilhamentos

6 invenções da NASA que usamos todos os dias

Apesar de ser sinônimo de viagens espaciais e de missões para além do planeta Terra, a NASA é repleta de cientistas que constantemente se aplicam à fabricação de engenhosidades, dando suporte não somente para a proposta da agência aeroespacial, mas também para diversas áreas da indústria que podem se beneficiar de tais invenções. Assim, boa parte dessas tecnologias, no passar das décadas, tornou-se usual ao público por trazer propriedades caseiras e cotidianas, provando a função social da NASA em influenciar a vida das pessoas.

Conheça abaixo algumas das principais invenções da NASA que, se você não usa todos os dias, certamente sabe que fazem parte da rotina de muitas pessoas espalhadas pelo planeta.

1. Aspirador de pó sem fio

(Fonte: Black and Decker / Reprodução)(Fonte: Black and Decker / Reprodução)

Para realizar as missões espaciais Apollo e Gemini, a NASA contou com o apoio da Black and Decker na construção de uma broca portátil e independente capaz de extrair amostras de solo lunar. Assim, de acordo com o Programa de Transferência de Tecnologia da NASA, um programa de computador, desenvolvido para otimizar o motor da broca e o consumo de energia, deu início à fabricação do popular aspirador de pó sem fio que conhecemos atualmente.

2. Comidas congeladas

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia / Reprodução)

A tecnologia de congelamento de frutas foi desenvolvida pela NASA para poder transportar, de forma portátil, alimentos essenciais para as longas missões Apollo. Segundo o Programa de Transferência de Tecnologia da NASA, essa técnica consiste em cozinhar, congelar e, em seguida, aquecer novamente em uma câmera de vácuo para remover cristais de gelo, resultando na manutenção de 98% do valor nutricional em um produto 80% mais compacto.

3. Óculos com lentes resistentes

(Fonte: NASA / Reprodução)(Fonte: NASA / Reprodução)

Além de criar a tecnologia antinévoa para óculos e lentes, a NASA desenvolveu materiais transparentes com revestimentos duros de diamante para sistemas aeroespaciais, algo que os tornou invulneráveis a riscos ou arranhões. Além disso, uma cortina de soldagem fabricada na década de 1980 e capaz de absorver, filtrar e dispersar a luz intensa, foi adaptada para acessórios modernos, dando origem aos óculos bloqueadores de raios ultravioletas.

4. Pneus aprimorados

(Fonte: Inhabitat / Reprodução)(Fonte: Inhabitat / Reprodução)

Em parceria com a NASA, a Goodyear criou um novo material de pneus para a empresa aeroespacial instalar em paraquedas de pouso do Programa Viking. Com mais resistência, força e durabilidade, os pneus, que chegavam a suportar temperaturas de até -125ºC, foram levados aos consumidores em geral, e hoje já contam com uma vida útil de 16 mil quilômetros a mais que os radiais convencionais.

5. Colchões viscoelásticos

(Fonte: The Bamboo Factory / Reprodução)(Fonte: The Bamboo Factory / Reprodução)

Também conhecido como espuma de efeito memória, o colchão viscoelástico foi criado pela NASA na década de 1960, com o conceito de fornecer maior conforto e segurança de assentos durante as missões aeroespaciais. Com o tempo, o material passou a ser praticamente utilizado em tudo, incluindo estofados no geral, selas de cavalo, estruturas de parques de diversões e, até mesmo, por fabricantes de carros NASCAR para manter os veículos mais seguros.

6. Elementos computadorizados

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia / Reprodução)

Entre tantas tecnologias criadas e aprimoradas pela NASA, a área que mais deu suporte e ganhou novidades foi a computacional, trazendo verdadeiras revoluções para o cenário usual. Entre elas, chamam a atenção os laptops, com o GRiD Compass sendo o primeiro fabricado no mundo, em 1983 para uma missão de ônibus espacial lançada do Centro Espacial Kennedy, o GPS de precisão, transmitido através de dados de uma rede global de receptores, e o mouse, que permitiu, na década de 1960, a manipulação de dados diretamente da tela do computador.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.