187
Compartilhamentos

Banho de testículo: o novo método contraceptivo masculino

Uma pesquisadora alemã surgiu com um projeto que pretende revolucionar os métodos contraceptivos para homens: um banho quente para os testículos que é capaz de neutralizar completamente o esperma. Criado por Rebecca Weiss, a invenção é descrita como "dispositivo contraceptivo masculino baseado em ultrassom, reversível e sem hormônio para uso doméstico" que foi batizado de "COSO". 

Se não bastasse ser extremamente inusitado, o produto já foi contemplado pelo Prêmio Jame Dyson — uma premiação internacional que celebra avanços no campo do design e da engenharia. Segundo o manual do COSO, os efeitos contraceptivos do aparelho duram no máximo 6 meses.

Recomendações de uso

E como o COSO funciona? Para que o método contraceptivo seja efetivo, o aparelho deve ser enchido de água. Então, o líquido será aquecido até uma determinada temperatura, e o usuário deverá colocar cada um de seus testículos por vez dentro do dispositivo. 

Após esse processo, os testículos serão "atingidos" pelo ultrassom por vários minutos. Isso fará com que a espermatogênese seja suprimida, fazendo o usuário permanecer infértil temporariamente. Como vantagem, os homens poderão usar o COSO no conforto de suas casas enquanto mergulham seus testículos nesse aparelho, o qual é carregável.

A desenvolvedora garante que após o uso do aparelho não será necessário haver medo de engravidar a parceira sexual ou ter que correr para o famoso "Plano B" na pílula do dia seguinte. 

Mudança de cenário

(Fonte: COSO/Divulgação)(Fonte: COSO/Divulgação)

Em entrevista ao Prêmio Jame Dyson, Weiss falou um pouco mais sobre qual foi a sua inspiração para criar algo tão inovador. Segundo ela, a ideia surgiu após ela perceber a falta avassaladora de métodos contraceptivos para homens no mercado e também por conta de uma experiência negativa com contracepção. 

Após o uso de medicamentos, a pesquisadora foi diagnosticada com câncer do colo do útero, e os métodos de contracepção hormonais foram dados como possíveis causadores. "Esse não é um problema só meu. Isso também afeta inúmeras outras mulheres", ela afirmou.

Para Weiss, a criação do Coso é especificamente importante sobretudo em uma época em que as discussões sobre a falta de alternativas para métodos contraceptivos têm estado em alta. O projeto faz parte da sua tese de mestrado em Design Industrial na Universidade Tecnológica de Munique, na Alemanha.

Acompanhamento médico

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Embora os dados de eficácia do COSO não terem sido incluídos na divulgação final do produto, a desenvolvedora ressalta que seus efeitos são temporários e completamente reversíveis. Além disso, a indicação é que o primeiro uso do aparelho seja feito sob supervisão médica.

Uma vez que o método contraceptivo demora 2 semanas para fazer efeito, os usuários precisarão usá-lo 1 vez a cada 2 meses para manter a eficácia. Portanto, caso o casal mude de ideia e passe a desejar ter um filho, basta interromper o uso do dispositivo que os testículos voltarão a funcionar normalmente com o passar do tempo.

Por enquanto, ainda não há perspectiva para quando o COSO chegará ao mercado. Para isso, Weiss precisará encontrar mais voluntários para participar de testes e convencer a indústria farmacêutica a investir em um método contraceptivo masculino.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.