Vikings estiveram na América há exatos mil anos, segundo estudo

Os vikings cruzaram o Oceano Atlântico pela 1ª vez e se estabeleceram no Canadá em 1021, é o que diz um novo estudo publicado na revista científica Nature. Para a obtenção dos dados, os pesquisadores examinaram artefatos de madeira de um assentamento viking encontrado em Newfoundland, o qual não tinha data exata.

Acredita-se que esse seja o primeiro registro histórico da chegada de europeus nas Américas, o que também seria a primeira vez que alguém cruzou o Atlântico para chegar ao nosso continente. Também conhecido como L’Anse aux Meadows, o local de estudo está localizado na Península do Norte do território canadense.

Metal e radiação cósmica

(Fonte: Petra Doeve/Nature)(Fonte: Petra Doeve/Nature)

Quando os vikings pisaram em L’Anse aux Meadows pela primeira vez, eles saíram derrubando árvores com suas lâminas de metal. É possível determinar isso porque esse tipo de material ainda não era produzido pelas populações indígenas locais naquela época.

Por conta disso, as peças de madeira, que foram abandonadas no assentamento, são provenientes de 3 tipos de árvores diferentes. Ao analisar o anel dos troncos, os pesquisadores conseguiram constatar a data exata de 993. No ano anterior, era sabido no mundo da Ciência que uma tempestade solar havia atingido a Terra.

Quando tempestades solares ocorrem, elas liberam um fluxo de raios cósmicos, ou partículas altamente energéticas, provenientes do Sol quase que em velocidade da luz. E esse fenômeno deixou marcas claras nos arquivos de anéis de árvores de todo o mundo, o que posteriormente foi usado para determinar a data exata da chegada dos vikings.

Precisão da data

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Entre os 3 objetos de madeira analisados, todos tinham marcas da tempestade solar com exatamente 29 anéis de crescimento antes da borda da casca. Considerando que cada anel representa 1 ano de vida para a árvore, constatou-se que os vikings chegaram ao Canadá em algum momento de 1021 d.C. 

Ao confirmar essa data, cientistas podem cravar que outros exploradores pisaram no continente bem antes de Cristóvão Colombo (1451-1506), que é descrito como descobridor das Américas. Essa também seria a primeira evidência de migração e exploração humana de que o Atlântico foi cruzado por alguém.

Jornada pela América

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Embora ainda seja impossível determinar quanto tempo os vikings ficaram pela região ou quantas vezes foram, as evidências atuais mostram que provavelmente foi uma estadia curta. Em geral, esses grupos viajavam ao oeste para coletar matéria-prima, sobretudo madeira — o que foi encontrado de sobra no Canadá.

Porém, existem indícios em L’Anse aux Meadows de que os vikings também teriam explorado áreas mais ao sul de Newfoundland enquanto permaneceram nas Américas. Histórias orais escritas anos depois da visita dos povos europeus tentam descrever melhor o que teria sido um encontro com as tribos indígenas da região — que, por vezes, foi dito como pacífico e outras como violento. 

Os pesquisadores esperam agora poder combinar as informações obtidas nos assentamentos com o que existe sobre essa jornada na literatura. Dessa forma, é possível que aprendemos ainda mais sobre o passeio dos vikings nas Américas em breve. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.