Seja o primeiro a compartilhar

6 fatos estranhos e assustadores sobre o espaço

Tema de filmes de ficção e do imaginário popular, o espaço é lar para uma infinidade de fatos extraordinários, e alguns um tanto quanto assustadores. Afinal, o que de mais bizarro existe além da Terra? Qual é a nossa importância em meio às constelações? Quais são os fatos mais assustadores que a Ciência já descobriu?

Tendo em mente todos esses questionamentos, nós fizemos uma lista com algumas informações muito intrigantes que te deixarão de "queixo caído" a respeito do espaço. Então, preste atenção.

1. Reservatório de água gigante

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

A água é um dos principais recursos para a existência da vida humana e sem ela não podemos viver. Porém, a humanidade vive uma constante ameaça de esgotar suas fontes potáveis do líquido, criando a possibilidade de que um dia precisemos buscar esse recurso fora da Terra. 

Então, qual seria a nossa melhor opção? Atualmente, o maior reservatório hídrico conhecido pela ciência fica próximo a um buraco negro, a 12 bilhões de anos-luz de distância, com um tamanho estimado de 140 trilhões de vezes o dos oceanos do nosso planeta. 

Se não bastasse a dificuldade logística só para chegar até lá, a região também é extremamente perigosa, portanto dificilmente um ser humano conseguiria terminar essa viagem vivo.

2. Humanidade invisível

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Em uma escala interestelar, a humanidade é praticamente invisível. Embora nós tenhamos a capacidade de transmitir ondas de rádio que se estendem por impressionantes 200 anos-luz, isso representa somente uma pequena fração da Via Láctea, que tem 105 mil anos-luz de diâmetro.

Além disso, mesmo que essa mensagem chegasse ao ouvido de alguém, ela se transformaria em ruído após alguns anos-luz. Assim, nós jamais poderíamos ser identificados como uma espécie de vida inteligente com a tecnologia que temos atualmente.

3. Buracos brancos

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Você já ouviu falar na teoria científica dos buracos brancos? Hipoteticamente, eles seriam o oposto dos buracos negros, sendo uma região no espaço-tempo que não pode ser encontrada pelo lado de fora, apesar de que matéria e luz podem escapar de lá.

Alguns pesquisadores, inclusive, sugerem que o big bang tenha sido originado pela explosão de um enorme buraco branco. Teoricamente, eles existem como resultado das equações criadas pelo físico Albert Einstein em sua carreira, mas não há qualquer processo fisicamente conhecido nos tempos atuais que podem explicar como um buraco branco seria formado.

4. Colisão de buracos negros

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Em 2015, pesquisadores detectaram pela 1ª vez a fusão de 2 buracos negros em uma galáxia a 17 bilhões de anos-luz de distância. A descoberta foi obtida por meio da medição das ondas gravitacionais emitidas pela colisão. 

Segundo os pesquisadores, os buracos negros giravam violentamente ao redor um do outro, liberando uma imensa quantidade de energia durante esse processo. De acordo com o relatório, essa energia na forma de ondas gravitacionais era mais potente do que a luz de todas as estrelas da Via Láctea combinadas nos últimos 4,4 mil anos.

5. O Grande Vazio

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

O Vazio de Boötes, também conhecido como "O Grande Vazio", é uma enorme região esférica no espaço que tem uma quantidade minúscula de galáxias. Com 330 milhões de anos-luz de diâmetro, é conhecido por ser um dos maiores vazios no universo.

A escala do Grande Vazio é tão grande que, caso a Via Láctea estivesse localizada em seu centro, a humanidade só tomaria conhecimento da existência de outras galáxias por volta dos anos 1960. 

6. Vida no universo

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Um estudo feito pelo Space Telescope Science Institute, nos Estados Unidos, em 2015, concluiu que o universo vai gerar 10 vezes mais planetas do que já conhecemos atualmente em sua existência. Segundo os pesquisadores, atualmente existem cerca de 40 bilhões de planetas parecidos com a Terra somente na zona habitável de suas estrelas na Via Láctea.

Isso significa que existe pelo menos 92% de chance de nós não sermos a única civilização que o espaço verá em toda a sua trajetória. Porém, será difícil prever se um dia nós descobriremos a existência de vida fora do nosso planeta. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.