Seja o primeiro a compartilhar

1º veículo voador em outro planeta, Ingenuity dá adeus em voo final em Marte

Recentemente, o helicóptero da NASA Ingenuity Mars realizou seu voo final através das planícies empoeiradas da cratera Jezero após ter navegado pelo terreno marciano 33 vezes mais tempo do que o planejamento inicial considerava possível. Além de ser o primeiro veículo voador em outro mundo, o Ingenuity passou quase 1 mil dias no Planeta Vermelho realizando testes de voo e ajudando seu companheiro rover Perseverance em sua missão.

Ao todo, o helicóptero deveria ter realizado apenas cinco voos, mas acabou voando 72 vezes até o final de sua operação — sendo mais rápido e atingindo alturas mais altas do que os objetivos da equipe da missão.

Ultrapassando expectativas

(Fonte: NASA/Divulgação)(Fonte: NASA/Divulgação)

Em comunicado oficial, o administrador da NASA, Bill Nelson, anunciou o encerramento das atividades do Ingenuity e celebrou a jornada histórica do helicóptero. "Aquele helicóptero notável voou mais alto e mais longe do que jamais imaginamos e ajudou a NASA a fazer o que fazemos de melhor – tornar o impossível possível. Por meio de missões como a Ingenuity, a NASA está a preparar o caminho para voos futuros no nosso sistema solar e para uma exploração humana mais inteligente e segura até Marte e mais além", disse.

No dia 18 de janeiro, durante seu 72º voo para estabelecer sua posição, o Ingenuity pairou a 12 metros acima do solo por alguns segundos antes de descer. Para a infelicidade de todos, um desastre aconteceu. Quando a nave estava a cerca de 3 metros de altitude, o Ingenuity perdeu contato com o rover. Assim que as comunicações foram reestabelecidas e as imagens chegaram, ficou claro que a nave estava acabada.

Uma das pás do rotor foi danificada, encerrando quaisquer voos futuros. A causa exata do dano ainda não foi identificada pelos pesquisadores. De todo modo, a missão é um legado brilhante para as pessoas envolvidas no planejamento, construção e navegação do helicóptero quando ele esteve em Marte

Próximas etapas

(Fonte: GettyImages)(Fonte: GettyImages)

Além do pouso autônomo, o Ingenuity foi levado ao limite voo após voo, realizando três aterrissagens de emergência, limpando-se após tempestades de poeira e sobrevivendo ao inverno marciano. Estes dois últimos, por sua vez, são conhecidos por serem "assassinos número um", de robôs em Marte.

"Ingenuity é um exemplo de como ultrapassamos os limites do que é possível todos os dias. Estou extremamente orgulhoso de nossa equipe por trás dessa conquista tecnológica histórica e ansioso para ver o que eles inventarão a seguir", destacou a diretora do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, Laurie Leshin. Ao todo, o Ingenuity voou por mais de duas horas e cobriu mais de 17 km, ajudando o Perseverance a explorar o terreno ao seu redor.

A equipe responsável pelo helicóptero realizará os testes finais nos sistemas do helicóptero e baixará todos os dados e imagens do computador de bordo. Como o Perseverance está muito longe para tirar fotos da nave, ela deverá ser desligada sem muito alarde. Contudo, é válido dizer que ela fez história ao provar que o voo controlado em outro mundo não apenas é algo possível, como também abriu caminho para a próxima geração de veículos voadores no Planeta Vermelho.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.