7 funerais completamente bizarros
1.040
Compartilhamentos

7 funerais completamente bizarros

Último Vídeo

Há várias formas de dizer adeus a uma pessoa que “partiu dessa para melhor”. Aqui no Brasil, o costume que predomina é o de velar o corpo por um dia e, em seguida, sepultá-lo. Mas nem sempre é isso o que ocorre, principalmente em países com culturas diferentes.

Nos EUA, por exemplo, é comum que a família do falecido ofereça uma recepção aos amigos e familiares em sua casa, depois do sepultamento. No Japão, em vez de flores, é comum oferecer alimentos aos mortos. As histórias que você vai conhecer a seguir foram além de tudo o que é esperado e conseguiram realmente surpreender. Veja:

1 – Velório no ringue

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

O boxeador Christopher Rivera Amaro, de Porto Rico, foi velado em pé, no canto de um ringue, como se estivesse pronto para mais uma luta. Durante a cerimônia, as pessoas faziam poses e tiravam fotos ao lado de Amaro. Quem foi ao velório do lutador o encontrou usando seu capuz amarelo, suas luvas de boxe e seus óculos de sol. Amaro tinha 23 anos e foi assassinado no início deste ano.

2 – O homem que casou com a noiva morta

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Essa cerimônia completamente incomum de funeral entrou para a História. Tudo isso porque o namorado da garota morta resolveu se casar com a sua amada e transformou a cerimônia de luto em uma celebração de casamento.

Chadil Deffy, o noivo, trocou alianças com sua amada Sarinya Anne Kamsook, com quem namorava há 10 anos. O casal planejava se casar futuramente. Infelizmente, a jovem morreu em um acidente antes mesmo de os dois marcarem a data.

3 – O homem que passou 25 anos fazendo seu próprio caixão

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Vale frisar que Fred Guentert não queria um caixão qualquer, mas um que parecesse egípcio. Para realizar esse sonho mórbido, Fred passou os últimos 25 anos trabalhando na personalização de seu caixão. Ele afirma já ter gastado o equivalente a quase R$ 24 mil.

O caixão fica em sua casa, em Orlando, nos EUA, e um dia será devidamente usado por Fred. O ataúde foi pintado à mão e feito com madeira de cedro para ficar mais resistente, o que garantiu seu peso de 136 kg. A peça foi finalizada com desenhos dos deuses egípcios Osiris e Isis, além, é claro, do Olho de Hórus.

4 – Funeral natalino

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Esse ritual de despedida realizado no Texas, nos EUA, abandonou qualquer roteiro fúnebre e vestimenta preta para dar espaço aos figurinos natalinos que você vê na imagem acima.

Tudo isso porque o Natal era a data favorita do velado, facilitando a escolha da família, que queria fazer uma cerimônia um pouco diferente. E aí, o que você achou dessa ideia?

5 – A promessa entre amigos

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Antes de irem ao Afeganistão lutar pelo Exército Americano, dois amigos fizeram um pacto: se um deles morresse, o outro iria ao velório usando um vestido. E foi exatamente o que aconteceu no funeral de Kevin Elliott, quando seu melhor amigo, Barry Delaney, cumpriu a promessa e compareceu ao evento usando um vestido verde-limão, em 2009.

6 – Amor em duas rodas

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Billy Standley, de Ohio, nos EUA, sempre quis ser velado em sua Harley Davidson de 1967. De fato, quando seu dia chegou, foi isso o que aconteceu: ele morreu no último dia 31 de janeiro, há menos de 20 dias, e seu corpo permaneceu sobre a Harley Davidson, do jeitinho que ele queria.

De acordo com os filhos de Billy, o sonho do pai sempre foi morrer ao lado de sua moto e mostrar seu funeral diferente a todo o mundo. Por isso a moto com o corpo de Billy foi transportada em uma caixa de vidro por toda a cidade, para que as pessoas pudessem ver o sonho daquele homem se tornando realidade.

7 – Ensaio

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Zeng Jia, uma chinesa de 22 anos, surpreendeu seus amigos e familiares quando os convidou para participarem do ensaio de seu funeral. Tudo o que ela queria era poder participar do próprio velório ainda viva, por mais estranho e mórbido que isso pareça.

Segundo ela, a ideia veio quando ela percebeu que as pessoas diziam e faziam muitas coisas bonitas para um ente querido já morto, o que é uma pena, já que a pessoa lembrada e homenageada não está ali para receber todo o carinho.

Foi por isso que a jovem gastou todas as suas economias em um funeral de verdade, com caixão, flores e origamis. Isso sem falar, é claro, nos fotógrafos e nas pessoas contratadas para ficar de luto e chorar. Alguns de seus familiares e amigos foram ao funeral da garota viva e puderam vê-la deitada em seu caixão, com uma Hello Kitty ao lado.

Para fazer com que tudo parecesse realista, a garota contratou uma equipe de maquiagem, para que sua expressão fosse realmente a de uma pessoa morta. Depois que seus amigos e familiares se despediram dela, a garota levantou do caixão e fez um discurso – em homenagem a ela mesma!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.