Alergia ao sexo? Conheça essa e outras alergias estranhas
590
Compartilhamentos

Alergia ao sexo? Conheça essa e outras alergias estranhas

Último Vídeo

Milhares de pessoas no mundo inteiro sofrem com alergias, sendo que as mais comuns são aquelas causadas pelo pó, alguns tipos de alimentos e pelos de animais. Entretanto, existem outras alergias que são bem mais raras e curiosas por aí. Confira abaixo.

1– Sexo

Fonte da imagem: Reprodução/Mother Nature Network

Uma triste realidade para muitas mulheres no mundo é esta alergia, que não é ao ato sexual propriamente dito, mas sim ao esperma do homem. Esta alergia é uma condição conhecida como hipersensibilidade ao plasma seminal humano. Os sintomas incluem sensação de queimação, erupções cutâneas e equimoses — sintomas que podem aparecer após poucos minutos de contato.

Apesar de estranha, a alergia não é rara e acomete cerca de 20 a 40 mil mulheres nos Estados Unidos. Mas a causa ainda está sendo estudada, pois não é claro se uma portadora seria alérgica ao sêmen de todos os homens ou apenas um só. Os tratamentos variam com o uso de preservativos para dessensibilização, expondo a pessoa a pequenas quantidades de sêmen gradualmente para que o corpo se acostume com ele.

2 – Todos os alimentos e bebidas

Fonte da imagem: Reprodução/Mother Nature Network

Pode parecer loucura, mas essa alergia existe, apesar de ser bastante rara. Existem crianças que são tão sensíveis a qualquer tipo de comida e bebida que a água é a única substância que elas podem consumir com segurança.

Um dos casos mais graves é o do menino australiano Kaleb Bussenschutt, de seis anos de idade, que pode consumir apenas água, gelo e uma marca de limonada. Se ele ingerir algo diferente desses itens, ele desenvolve úlceras e violentas dores de estômago. Por isso, para manter a sua saúde, ele recebe os nutrientes necessários através de um tubo de alimentação conectado diretamente a seu abdômen 20 horas por dia.

3 – Celulares

Fonte da imagem: Reprodução/Mother Nature Network

Muitas alergias decorrem dos costumes da modernidade e uma delas é a alergia aos aparelhos celulares e smartphones. Alergistas e dermatologistas têm observado um número crescente dessas manifestações, que causam protuberâncias vermelhas que coçam ou bolhas dolorosas ao longo da mandíbula, bochecha e orelha.

No entanto, a alergia não é exatamente ao aparelho e sim ao níquel presente na estrutura de alguns. O aumento do uso de celulares levou a exposição prolongada ao níquel, um metal que é muitas vezes usado em botões, quadros de tela de LCD e fones de ouvido. Apesar disso, há também pessoas que podem ser alérgicas às emissões eletromagnéticas dos gadgets.

4 – Beijo

Fonte da imagem: Reprodução/Mother Nature Network

Assim como a do sexo, essa alergia não é exatamente ao ato de beijar e sim às substâncias que podem estar na boca da pessoa. Muitas pessoas se veem intoxicadas por um beijo que pode estar carregado de partículas de alguma comida, cosmético ou remédio dos quais são alérgicas.

Um caso famoso foi o de um rapaz de 17 anos de idade, Jamie Stewart, que entrou em choque anafilático e teve de ser hospitalizado após beijar uma colega de trabalho que tinha comido amendoim, alimento do qual ele tem alergia.

5 – Água

Fonte da imagem: Reprodução/Mother Nature Network

Considerando que o corpo humano é composto por cerca de 60% de água, parece impossível ser alérgico ao H2O, mas cerca de 40 pessoas no mundo foram diagnosticadas com essa condição. Conhecida como urticária aquagênica, a doença faz com que a pele crie vergões dolorosos e sensação de queimadura (independente da temperatura da água) quando se entra em contato com a água e, em casos graves, a garganta de uma pessoa pode inchar quando bebe água.

A foto que você vê acima é de Michaela Dutton, uma mulher britânica que desenvolveu a alergia a água após o nascimento de seu filho. Sua hidratação é feita a base de Coca-Cola Diet, que é o único líquido que tolera, apesar de conter água gaseificada. O seu banho é ultrarrápido e cuidadoso, sendo feito apenas uma vez por semana e complementado com lenços umedecidos também de forma ligeira. Os médicos não têm certeza sobre o que causa a alergia à água, mas alguns supõem que são os níveis elevados de histamina que desempenham um papel importante nos efeitos.

6 – Frio ou calor

Fonte da imagem: Reprodução/Mother Nature Network

Pessoas com alergia ao frio sofrem com baixas temperaturas ou água gelada, que podem causar vermelhidão na pele, além de inchaço e urticária. Nadar em água fria pode colapsar o corpo com uma reação grave, provocando desmaios, choque ou até mesmo a morte. A causa dessa alergia não é bem esclarecida, mas acredita-se que algumas pessoas podem ter células da pele excessivamente sensíveis devido à genética ou doenças.

Já a alergia ao calor pode causar vermelhidão e inchaço na pele, coceira e vergões quando a pessoa é exposta a altas temperaturas. Essas reações ocorrem normalmente a partir de um aumento na temperatura corporal provocada por exercícios, banhos quentes, saunas, cobertores ou até alimentos picantes.

Outras condições

Além dessas que você conferiu acima, também existem outras alergias curiosas como a causada por esforço físico, ao simples toque na pele e até à vida moderna com reações alérgicas a campos eletromagnéticos de telefones, computadores, carros e micro-ondas.

*Publicado originalmente em 27/08/2013.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.