Por que a ingestão de vitaminas deixa o xixi amarelo?
31
Compartilhamentos

Por que a ingestão de vitaminas deixa o xixi amarelo?

Último Vídeo

Se algum dia você já precisou tomar multivitamínicos, deve ter percebido que o efeito das cápsulas pode ser facilmente notado na urina, que em poucas horas passa a ter uma cor amarelada. Isso pode ter feito você pensar que alguma coisa de errado está acontecendo no seu organismo, mas tudo não passa de um fenômeno que envolve as cores e sua absorção de luz.

O elemento que faz com que o xixi fique tão amarelado – às vezes até um pouco neon! – é o excesso de vitamina B2. Essa substância, também conhecida como riboflavina, é um ingrediente bastante comum nos multivitamínicos. A riboflavina foi descoberta em 1872 pelo químico Alexander Wynter Blyth, que notou que havia um pigmento de coloração verde-amarelada no leite.

Em 1879, a substância foi citada como lactocromo ou lactoflavina. Foi somente na década de 1930 que a vitamina de coloração amarela ganhou o nome de riboflavina, sendo que parte da palavra vem do latim “flavus”, que significa “amarelo” ou “loiro”.

É tudo culpa da luz

É interessante notar que, mesmo a riboflavina tendo uma coloração amarelada, o efeito que vemos na nossa urina está relacionado com a absorção da luz, conforme explica o portal Gizmodo.

Para entender o fenômeno, temos que lembrar que a luz é, em geral, uma radiação eletromagnética que se manifesta em forma de ondas e é classificada de acordo com o seu comprimento. A luz que podemos ver está compreendida em uma faixa bem pequena de comprimento de ondas que varia de 400 a 700 nanômetros de comprimento.

Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

As cores também são classificadas de acordo com o comprimento: por exemplo, 400 a 500 nanômetros serão percebidos como azul, já 600 a 700 nanômetros parecem vermelho. As cores que enxergamos são o resultado dos comprimentos de onda que não foram absorvidos pelo material.

No caso da riboflavina, a substância absorve com facilidade a faixa de 260 a 370 nanômetros. Embora esses números estejam fora da faixa que enxergamos, a habilidade da vitamina B2 de também absorver a luz a 450 nanômetros (que se refere aos azuis) é o que, por consequência, nos dá a visão de um amarelo tão distinto.

O excesso de riboflavina

Diversos estudos mostraram que cerca de 50% de todo o excesso de riboflavina acaba sendo excretado através da urina. Os mesmos estudos apontam que a quantidade máxima da substância que o organismo é capaz de absorver em uma única dose é aproximadamente 27 mg, sendo que metade disso é absorvido na primeira hora.

Considerando que a dose diária recomendada para um adulto é de 1 a 1,6 mg de vitamina B2 e os multivitamínicos podem conter de 25 a 100 mg da substância, fica fácil entender por que o nosso xixi muda de cor com facilidade quando ingerimos essas cápsulas.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.