Como os lutadores de artes marciais fazem para quebrar blocos de concreto?
25
Compartilhamentos

Como os lutadores de artes marciais fazem para quebrar blocos de concreto?

Último Vídeo

Todo mundo já viu aquelas demonstrações nas quais lutadores de artes marciais quebram tijolos ou blocos de concreto com as mãos e até com as próprias cabeças, não é mesmo? Mas, você sabe como é que eles conseguem fazer isso sem fraturar nenhum osso — ou rachar a testa? Segundo um artigo de Isaac Gaetz publicado no site The Huffington Post, a verdade é que se trata de algo relativamente simples quando entendemos a “engenharia” envolvida no truque.

Ingredientes secretos

Gaetz é engenheiro estrutural e, de acordo com ele, basicamente, a façanha se baseia na aplicação de uma quantidade moderada de força e velocidade, na geometria e na seleção cuidadosa de materiais. Normalmente, os blocos utilizados não são feitos de concreto aramado — o que os torna menos resistentes —, e medem cerca de 20 centímetros de largura por 40 de comprimento e 2,5 de espessura.

Além disso, os blocos ficam equilibrados sobre dois suportes, e são atingidos pelos lutadores o mais próximo possível do centro. E quando o golpe atinge a superfície do material, ocorre o que na mecânica se chama flexão, ou seja, uma deformação perpendicular ao eixo longitudinal do corpo. Desta forma, devido à espessura dos blocos e ao fato de eles não serem feitos de concreto aramado, sua resistência ao estresse provocado pela flexão é pequena.

Mecânica

Como resultado, o golpe provoca uma fissura na superfície oposta à qual ele foi aplicado, que se propaga por todo o bloco e o rompe ao meio. Sobre a força necessária para quebrar uma dessas peças, Gaetz estima que algo em torno de 57 e 80 quilos seriam suficientes, e apesar de parecer muito, considere que essas cifras provavelmente são inferiores do que o peso dos próprios lutadores — que às vezes ainda dão pequenos pulos antes de acertar os blocos.

Lembrando que alguns boxeadores — pesos-pesados — são capazes de proferir socos que chegam bater os 450 quilos de força, o truque dos lutadores de artes marciais, na verdade, reside em estar mentalmente preparado e acertar os blocos da forma certa. A questão sobre como eles fazem para quebrar uma única dessas peças está explicada... mas, e uma pilha inteira de blocos, como é que a coisa funciona?

Efeito dominó

Se observarmos com cuidado, mesmo quando os lutadores selecionam blocos de concreto um pouco mais espessos, as peças são sempre posicionadas umas sobre as outras. Além disso, frequentemente são colocadas sementes, pedrinhas ou outros suportes entre um bloco e outro para criar pequenos espaços — o que permite que a força seja transferida mais facilmente conforme as peças vão se quebrando progressivamente.

Assim, para conseguir quebrar vários blocos, os lutadores só precisam aplicar um pouco mais de força do que a necessária para rachar apenas um. Aliás, se em vez de uma torre tivéssemos um único “blocão” — ou se ele fosse feito de concreto aramado —, seria muito, muito mais difícil que os lutadores realizassem o truque com as próprias mãos. Ou com as testas!

E as tábuas?

De acordo com Gaetz, no caso das tábuas, a mecânica é parecida à dos blocos de concreto. As lâminas também contam com uma determinada espessura, comprimento e largura, e os golpes são aplicados ao longo dos veios da madeira, ou seja, obedecendo ao padrão longitudinal formado pela maneira como as fibras do material se organizam.

Esse padrão é resultado da própria estrutura celular da madeira, e forma uma espécie de conjunto de tubos que podem ser facilmente quebrados se a força for aplicada na mesma direção na qual eles se distribuem. Além disso, o material que mantém as fibras da madeira unidas é relativamente fraco, o que simplifica o trabalho.

Aliás, assim como acontece com os blocos de concreto, se em vez de aplicar de uma pilha de tábuas os lutadores tivessem que aplicar o golpe sobre um pedaço de madeira maciço e espesso — ou sobre um nó —, melhor seria que eles usassem um machado, pois seria praticamente impossível realizar o truque.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.