10 fatos que você ainda não sabe sobre a mitologia grega
36
Compartilhamentos

10 fatos que você ainda não sabe sobre a mitologia grega

Último Vídeo

A mitologia grega é responsável por uma série de histórias que conhecemos hoje em dia. Lendas, como as de Hércules, da Medusa, do Minotauro e da Caixa de Pandora, inspiram inúmeras produções culturais – são incontáveis filmes, livros, pinturas e até séries e desenhos animados (alô, fãs de "Os Cavaleiros do Zodíaco"!). Mas, olhando bem de perto, ela pode conter fatos muito mais sombrios e bizarros do que imaginamos:

1. Hades não é a personificação do mau

Dizer que o senhor do submundo não é um vilão absoluto pode soar meio absurdo. Acontece que Hades foi erroneamente associado ao conceito de inferno cristão. O engano ocorre por sua relação com as almas dos mortos e localização de seu reino – nas profundezas da Terra. Ele não julga as almas, para isso, o mundo inferior conta com três juízes: Éaco, Radamanto e Minos. A tortura dos condenados também não cabe ao deus, essa função é desempenhada pelas erínias, espíritos femininos da justiça e da vingança.

2. Nem todos os deuses são adorados

Embora Ares seja conhecido como deus da guerra, divide o título com sua irmã, Atena. Filhos de Zeus e Hera, um é a antítese do outro: o primeiro personifica o derramamento de sangue enquanto o segundo representa a batalha justa e estratégica. De acordo com as histórias, Ares era um deus detestado pelos outros – mesmo seus pais o olhavam com desdém.

 

3. Uma sanguinária deusa da pureza

Irmã gêmea de Apolo e filha de Zeus e Leto, Artemis é a deusa da caça e protetora dos animais. Representando a Lua, na mitologia grega, ela é casta e a imagem da pureza. Ainda assim, é também a deusa do parto. Mantendo essa faceta dupla, é responsável pelo assassinato das filhas de Níobe, uma mortal que debochou de Leto por ter mais filhos do que ela. Como deusa virgem, Artemis também coleciona uma série de vinganças contras os homens que, de alguma forma, tentaram ferir sua pureza.

 

4. Um herói às avessas

Teseu aventurou-se bravamente pelo labirinto de Creta e matou o Minotauro (uma criatura de corpo humano e cabeça de touro). O herói era filho de Egeu, governante de Atenas – que, todos os anos, enviava jovens para serem sacrificados, devorados pelo ser mítico. Ninguém jamais havia saído do labirinto, mas Teseu só conseguiu tal façanha porque recebeu ajuda de Ariadne, filha do rei Minos. Na volta para casa, o herói a abandona à própria sorte.

A canalhice não parou por aí. O rei Egeu havia pedido ao filho que, quando voltasse, deixasse claro  pelas velas de seu navio – se a missão havia fracassado ou dado certo. Se Teseu sobrevivesse, as velas deveriam ser vermelhas, caso contrário, negras. Esquecendo o pedido do pai, o jovem retorna a Atenas com velas negras – o rei fica tão desesperado que se mata, lançando-se ao mar.

 

5. As irmãs de Medusa

Quem nunca ouviu falar de Medusa, a mulher com cabelos de serpentes, cujo olhar podia transformar homens em pedra? O que muitos não sabem é que o monstro era uma górgona – uma de três irmãs com a mesma aparência e poderes. Euríale e Esteno eram imortais enquanto Medusa não tinha a mesma sorte. Filhas de duas divindades marinhas, Fórcis e sua irmã, Ceto, o trio era encarregado de proteger o submundo.

 

6. A mãe dos monstros

Meio mulher, meio serpente, Equidna é também filha de Fórcis e Ceto. Junto com Tífon, um dragão de cem cabeças, a mulher-serpente gerou bastante dor de cabeça no mundo grego: é dela uma boa parcela dos monstros que desafiaram heróis e deuses. Integram a lista criaturas como Cérbero, o cão de três cabeças de Hades; Ladon, o dragão guardião das maçãs douradas de Hespérides; Quimera, a esfinge enigmática; e até a águia que comia o fígado de Prometeu.

 

7. Nem tudo são flores no Olimpo

Outro ser mitológico com uma longa lista de filhos é Zeus. O senhor do Olimpo teve algumas relações – nem sempre saudáveis – com mortais e imortais. Sua primeira esposa, Métis, foi devorada por ele quando uma profecia revelou que um de seus filhos o trairia. O deus também enganava as mulheres que desejava: transformou-se em águia, touro, cisne, chuva de ouro e marido de uma das pretendentes. Muitas histórias relatam estupros, com Zeus as tomando à força.

 

8. Os primeiros imortais

Ainda que a maior parte dos mitos mais conhecidos remonte ao nascimento dos deuses do Olimpo, não foram eles os primeiros imortais. Na mitologia grega, o mundo teria se originado de uma entidade intitulada Caos, uma massa confusa que continha a essência de todas as coisas. Depois teriam surgido os titãs – entre eles, Cronos, pai de Zeus.

 

9. A avó da humanidade

Pandora é famosa pela liberação de todos os males do mundo, mas é também avó da raça humana. Criada por Zeus, foi a primeira mulher da mitologia grega, feita de água e terra. Casada com o titã Epimeteu, teve uma filha mortal chamada de Pirra – responsável por repovoar o mundo no episódio em que Zeus destruiu a humanidade com um dilúvio. Únicos sobreviventes da ira do Olimpo, Pirra e seu marido, Deucalião, lançaram pedregulhos que amoleceram e tomaram forma humana.

 

10. Nem só de amor vive Afrodite

Conhecida como a deusa do amor e da beleza, Afrodite teve um caso com Ares (deus da guerra). O relacionamento entre eles rendeu uma ligação que se estendeu também para seus cultos. Não é à toa que há representações de Afrodite trajando armaduras e portando armas (em parte da Grécia Antiga). Além disso, existem evidências textuais que a deusa era patrona dos oficiais navais e protetora do direito civil.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.