Pênis desenhado há 2 mil anos tem significado diferente do que você pensa

Pênis desenhado há 2 mil anos tem significado diferente do que você pensa

Último Vídeo

Quem nunca se deparou com pênis rabiscados em banheiros públicos, muros ou em qualquer lugar por aí? Pois o que você vai ver a seguir foi encontrado por uma equipe de arqueólogos na Muralha de Adriano, um imenso paredão de pedra construído a mando do então Imperador Romano Adriano com o propósito de separar a Inglaterra – ou “Britânia” – dos territórios do norte, ocupados pelos “bárbaros”. Veja:

(Reprodução / IFLScience! / Universidade de Newcastle / Jon Allison)

Significado diferente

De acordo com Tom Hale, do site IFLScience!, o “pipi” da imagem acima foi gravado há quase 2 mil anos por antigos soldados romanos que trabalhavam em uma pedreira de onde o calcário usado na manutenção na muralha era obtido. Mas não pense que a ideia era a de simplesmente deixar uma vulgaridade para a posteridade! Na realidade, as representações de falos, seja na forma de estátuas, desenhos, pingentes e toda classe de objetos, eram bastante comuns na Roma Antiga e, em vez de terem significado obsceno, os pênis eram tidos como amuletos e talismãs para atrair a boa sorte.

No caso do desenho encontrado na muralha, ele foi datado pelos arqueólogos – da Universidade de Newcastle e da instituição Historic Brtitain – como tendo sido criado no ano 207 a.C. e, além dele, a equipe encontrou uma variedade de gravuras no monumento, como a figura masculina que você pode ver abaixo e diversas inscrições, como uma que traz o texto “APRO ET MAXIMO CONSVLIBVS OFICINA MERCATI” e faz referência a uma dupla de cônsules romanos da época.

(Reprodução / IFLScience! / Universidade de Newcastle / Jon Allison)

Você percebeu que as gravuras definitivamente mostram os efeitos da passagem do tempo? Afinal, são praticamente 2 milênios de exposição aos elementos e, sim, os vestígios se encontram em um estado bastante vulnerável e, infelizmente, embora tenham sobrevivido até agora, não vão durar para sempre. Por isso, os arqueólogos criaram modelos tridimensionais das imagens por meio de escâneres e, dessa maneira, poderão ser preservadas, ainda que apenas de forma digital.

(Reprodução / IFLScience! / Universidade de Newcastle / Jon Allison)

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.