Itália emite decisão sobre pais que sustentam filhos adultos

Itália emite decisão sobre pais que sustentam filhos adultos

Último Vídeo

Através de uma decisão inédita emitida pela Suprema Corte da Itália, foi decretado que jovens adultos não serão mais obrigados a serem sustentados pelos pais. Segundo a justiça, após o fim dos estudos, o filho deverá procurar tornar-se autônomo e encontrar um emprego que lhe traga frutos, evitando o desgaste da dependência familiar e a consequente acomodação financeira.

A sentença foi a resolução encontrada para encerrar um caso que se estendia por quase cinco anos, no qual um professor de música de 35 anos solicitou, na justiça, amparo financeiro dos pais. Alegando que sua renda anual de 20 mil euros (aproximadamente R$ 131 mil reais) não era suficiente para manter sua independência, o homem conseguiu uma permissão especial para receber uma pensão de 300 euros mensais (R$ 1.945, aproximadamente), mas a decisão foi anulada posteriormente.

(Fonte: Getty Images/Reprodução)(Fonte: Getty Images/Reprodução)

"Reduzindo suas ambições adolescentes, o filho adulto está fadado a encontrar uma maneira de se sustentar”, escreveu a juíza Maria Cristina Giancola, responsável por conduzir o processo. “O filho (adulto) deve, em qualquer caso, procurar ativamente um emprego para garantir um sustento independente.” 

A juíza completou afirmando que a dificuldade de encontrar um emprego que se adeque às intenções particulares do filho não deverá ser impedimento para que corra atrás de sua autonomia, e a situação não será considerada em casos de apelações e recursos envolvendo acordos familiares.

Uma população nas asas dos pais

Segundo dados mais recentes do Instituto Nacional Italiano de Estatística, mais da metade da população de jovens adultos na Itália ainda vivem com os pais, configurando 64,3% da população entre 18 a 34 anos. Deles, 36,5% são estudantes, 38,2% são empregados e o restante está no mercado procurando emprego.

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

“A Itália não é o único país a receber esses pedidos de filhos adultos, mas é definitivamente o pior”, disse Gian Ettore Gassani, chefe da Associação Italiana de Advogados Matrimoniais, em entrevista à CNN. “Os jovens italianos devem ser mais corajosos, devem encontrar a vontade de correr riscos, mas isso é difícil se sua mãe continua trazendo uma xícara de café para a cama todas as manhãs.”

A decisão sob o caso deverá servir de precedente para outros julgamentos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.