Nekobiyaka, a única cafeteria com gatos pretos no mundo

Nekobiyaka, a única cafeteria com gatos pretos no mundo

Último Vídeo

Você já ouviu falar dos cat coffees? Esse é o nome dado para as cafeterias que também funcionam como um ponto de adoção para gatos, os quais ficam perambulando pelo estabelecimento enquanto você desfruta do cardápio do local.

No Japão, são centenas de cafés que adotam esse modelo de negócio. Porém, um em específico na cidade de Himeji virou ponto turístico pela sua peculiaridade: apenas gatos pretos podem ser vistos por lá. 

O estigma sobre os gatos pretos

Quando a Sra. Yagi abriu as portas do café pela primeira vez em 2013, ela tinha como objetivo aumentar as chances dos felinos encontrarem uma nova casa. Isso porque, ao longo da história, os gatos pretos foram associados à má sorte ou outras superstições ruins.

Consequentemente, a adoção dos bichinhos no Japão é muito mais difícil de acontecer do que com outros de qualquer outra cor, e muitos deles são sacrificados para evitar a proliferação nas ruas japonesas.

O projeto tem sido tão bem sucedido que todos os 321 gatos que foram levados para o Nekobiyaka no final de abril já foram adotados até o segundo semestre de 2020, o que abriu espaço para o Sra. Yagi buscar outros felinos em busca de ajuda.

Funcionamento do Nekobiyaka

Toda vez que um cliente pisar no estabelecimento terá a companhia de pelo menos 10 gatos pretos. Cada um deles possui uma coleira com uma cor diferente para ajudar os visitantes no processo de identificação. O café também disponibiliza um “menu” com os nomes de cada um deles e a cor correspondente.

Antes de entrar no estabelecimento, cada cliente deve retirar seus calçados na porta de entrada e higienizar suas mãos. O preço para entrar no local gira em torno de US$ 9,50 para a primeira hora e mais US$ 4,25 para cada 30 minutos depois disso.

Além da companhia maravilhosa dos gatinhos, a clientela também tem direito a uma variedade de drinks, mangás e revistas, que, em sua maioria, possuem uma temática felina.

Pandemia

A pandemia do novo coronavírus quase foi responsável por fechar as portas do lugar, que viu o número de visitas cair drasticamente nos últimos meses. 

Porém, a falência do negócio também faria com que a Sra. Yagi tivesse que abandonar os animais pelos quais ela tanto lutou. Felizmente, o estabelecimento conseguiu ajuda dos usuários na internet. Até o fim de setembro, uma “vaquinha’ online conseguiu arrecadar US$ 11 mil para ajudar os gatinhos durante a crise

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.