Seja o primeiro a compartilhar

Orgia na França é interrompida por quebrar regras da quarentena

Uma orgia envolvendo pelo menos 81 pessoas foi interrompida pela polícia francesa no último dia 29 de janeiro em Collegien, nos arredores de Paris. A festividade, que ocorria no interior de um armazém, violava o toque de recolher imposto pelas autoridades do país em virtude da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o The Independent, os moradores fizeram uma denúncia à polícia contando sobre a realização de uma festa no local que contava com muitos participantes e infringia as normas determinadas pelo governo para evitar a disseminação da covid-19, caracterizadas principalmente pela restrição de circulação entre 18h e 6h.

Chegando ao armazém em que ocorria a orgia por volta das 21h, os policiais encontraram 11 pessoas no estacionamento do estabelecimento e aplicaram multa de 135 euros a cada uma delas, o equivalente a R$ 876 pela cotação do dia, referente à violação das regras da quarentena.

(Fonte: Pixabay)
A polícia teve que ir ao local duas vezes. (Fonte: Pixabay)

Já para entrar no espaço, onde se encontrava a maioria dos participantes da festa, os policiais precisavam de autorização da justiça, tendo que aguardar mais algumas horas. A permissão legal foi concedida durante uma sessão de emergência realizada por magistrados locais e com isso a corporação só conseguiu entrar no armazém às 23h.

Mais multas e pessoas detidas

Nesta segunda visita ao estabelecimento, os policiais interromperam a orgia regada a muitas bebidas alcoólicas e animada por música e equipamentos especiais de iluminação, segundo a publicação.

Em entrevista ao veículo inglês, um dos investigadores presentes na operação comentou que além de violar o toque de recolher, a festa também apresentava problemas em relação ao distanciamento social e ao uso de máscaras, regras desrespeitadas por todos os participantes.

(Fonte: Pixabay)
Três pessoas foram detidas. (Fonte: Pixabay)

O boletim de ocorrência traz a informação de que um total de 81 pessoas foram multadas (135 euros cada) e três delas, suspeitas de serem as organizadoras da orgia, acabaram sendo detidas pela polícia e levadas para interrogatório. Houve ainda o confisco dos aparelhos do sistema de som e de iluminação.

As autoridades também comentaram que não houve resistência por parte dos envolvidos na festividade. Ao final da operação, todos foram obrigados a voltar para casa.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.