De onde vem o ato de 'bater na madeira' para afastar o azar?

As culturas humanas são recheadas de superstições e, apesar de muitas das crenças terem origens desconhecidas, boa parte delas se consolidaram como elementos fundamentais para ideias de atração da boa sorte e de afugentamento do mau agouro. E uma dessas manifestações que nunca parece sair da moda é o ato de "bater na madeira", que pode estar vinculada a um significado muito mais profundo que simplesmente afastar o azar.

A lenda mais provável sobre a origem da expressão "bater na madeira" remete à antiguidade e traz relações com a frequência da queda de raios em árvores. Segundo as histórias, egípcios e as tribos indígenas que ocuparam o continente americano na pré-colonização acreditavam que os troncos de árvores eram lares de deuses e que os fenômenos elétricos oriundos do céu anunciavam a chegada de divindades na Terra. Assim, esses grupos batiam no tronco para se comunicar com seus ídolos e clamar perdão, caso se sentissem culpados por alguma atitude malvista.

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia/Reprodução)

Além disso, culturas pagãs, como os celtas, adoravam as árvores e as transformaram em seres mitológicos, considerando-as uma porta de entrada para a moradia de Sucellus, Taranis, Epona e outros. Assim, sempre que o povo precisava de proteção ou buscava expressar gratidão para invocar boa sorte, batiam na madeira uma ou duas vezes, respectivamente, para despertar os deuses.

E bater na madeira funciona?

O ato de bater na madeira é uma das crenças mais comuns para espantar o azar e essa prática perpetuou-se como uma das ferramentas de boa sorte de maior sucesso existentes. Apesar de não funcionar como uma lâmpada mágica, já que não há como controlar o destino por um simples ato, a prática age efetivamente como um alívio psicológico para as pessoas e, se não consegue reverter a má sorte, é capaz de reverter a percepção que existe sobre ela.

Vale reforçar que quanto mais expectativas negativas existem após um acontecimento, uma frase falada ou um pensamento involuntário, mais as pessoas se machucam com eventos futuros, sendo capazes de levá-los para um caminho de preocupação amplificada. Dessa forma, bater na madeira pode não ser a medicina ideal para o tratamento do azar, mas surge como um popular remédio para quem acredita no poder do pensamento positivo.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.