Seja o primeiro a compartilhar

Por que a folha da sua planta está com a ponta marrom?

Ter plantas em casa se tornou uma prática comum nos últimos anos, fator amplificado com a pandemia. E não são poucos os relatos de pessoas que, ao regar sua plantinha, aparentemente saudável, nota pontas marrons nas folhas de seu pequeno ser vivo feito de celulose e clorofila.

A angústia de pensar que sua planta pode estar doente e morrer é uma sensação comum, mas vamos explicar o que as manchas, ou queimaduras, significam e o que fazer para que elas desapareçam.

Cuidado com a salinidade

(Fonte: Research Gate)(Fonte: Research Gate)

Não podemos regenerar as partes queimadas das folhas de uma planta, mas podemos prevenir para não acontecer novamente. Um ponto a ficar atento é a salinidade, que pode vir do ar, do substrato ou da água. Ela prejudica o equilíbrio entre sal, água da planta e a difusão da seiva.

A presença de sal reduz a absorção e a transpiração de água, de modo que a planta sofra com o acúmulo de líquido. É como se estivéssemos dando água marinha para as plantas. Logo, se a água que utilizamos está com salinidade em excesso, estamos a desidratando.

Se você mora em cidades litorâneas, opte por espécies adaptadas à maresia. Cuide do excesso de adubação. Outra dica é não usar água rica em sais minerais. E, por mais óbvio que possa soar, não se esqueça de fazer uma rega bem-feita, que molhe o substrato por completo.

Leia também: Como usar borra de café nas plantas?

Baixa umidade no ar

(Fonte: Adobe Stock)(Fonte: Adobe Stock)

As espécies de plantas mais cultivadas dentro de residências são as tropicais, originárias de florestas quentes e úmidas. Elas se adaptam com mais facilidade a condições de baixa luminosidade, comum dentro de casa.

Entretanto, enquanto a umidade em uma floresta fica entre 60% e 90%, dentro de casa esse valor fica entre 20% e 40%. Por sorte, cuidar das pontas das plantas queimadas é fácil, pois você pode utilizar umidificadores de ambiente. O ideal é posicioná-los próximos às plantas, cuidando para manter boa ventilação no local.

Utilizar pratos com pedras sobre os vasos também ajuda. Por último, se você tem o hábito de usar ar-condicionado, cuide para que as plantas que necessitam de muita umidade não estejam no mesmo ambiente.

Excesso de frio, de calor ou de vento

(Fonte: LC Sun News)(Fonte: LC Sun News)

Ainda que o inverno no Brasil não seja uma estação muito rigorosa, temperaturas muito baixas, como em regiões onde ocorrem geadas, podem provocar queimaduras e pontas ressecadas.

O calor também pode ser perigoso para plantas de clima temperado e subtropical que não conseguem transpirar o suficiente para eliminar o excesso de calor. Nesse caso, evite plantá-las em posição que pegue sol o dia todo.

De maneira semelhante, a brisa fresca e suave é aliada das plantas. Porém, o excesso de vento pode levar ao ressecamento de folhas delicadas. Em casa, é importante evitar colocar as plantas em locais sujeitos a correntes de vento, evitando que elas se desidratem.

Não corte folhas queimadas

(Fonte: Charleston Crafted)(Fonte: Charleston Crafted)

Ver as pontas manchadas ou queimadas de nossas plantinhas pode criar o ímpeto de cortar fora essas partes. O problema é que, ao fazer isso, você cria novas feridas que, ao cicatrizar, acabam também secas, tornando os cortes uma necessidade recorrente, principalmente quando não atacamos as causas.

O primeiro passo é sempre descobrir a causa e tratá-la. Após isso, se você acreditar que fazer essa poda vai dar um melhor aspecto às suas plantas, corte as pontas queimadas, ou manchadas, em um ponto dentro da área queimada/manchada. Não ficará perfeito, mas é a maneira mais saudável de manter suas plantas bonitas.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.